“Você ama o desejo, não o desejado.”- Nietzsche

“Jamais alguém fez algo totalmente para os outros. Todo amor é amor próprio. Pense naqueles que você ama: cave profundamente e verá que não ama à eles; ama as sensações agradáveis que esse amor produz em você! Você ama o desejo, não o desejado.”


Eu adoro a filosofia , pois ela nos faz questionar a nós mesmos, nos coloca a pensar sobre tudo aquilo que achamos ter certeza. “Você ama o desejo, não o desejado” concordo e aceito esta verdade, pois o que desperta o desejo, a sensação boa é a forma como somos tratados e amados. Pode parecer egoísta ou talvez essa seja realmente uma verdade sobre todos nós.. “somos egoístas”, porque basicamente tudo que fazemos, mesmo que para alguém tem um intuito de satisfação pessoal, você dá flores a alguém, ajuda algum necessitado e sente uma satisfação por estar fazendo bem a este alguém.


Nas minhas pesquisas sobre Nietzsche eu descobri que na verdade este trecho é uma fala fictícia de Nietzsche para Breuer presente no livro “Quando Nietzsche chorou”, o primeiro romance do psicoterapeuta Irvin D. Yalom, uma curiosidade pois eu mesma sempre achei que fora Nietzsche quem escreveu, no livro Irvin narra um encontro entre o filósofo e Josef Brauer, que para quem não sabe é conhecido como o pai da psicanálise e também mentor de Freud. Em uma determinada parte do livro o filosofo questiona o doutor sobre sua real intenção de querer tratá-lo, basicamente o Dr. explica que ajuda as pessoas a se libertar das suas dores e que essa é sua função, uma resposta que não é aceita por Nietzsche, então o doutor o questiona dizendo ” pois então, para que filosofa? ” e aí vem a resposta de Nietzsche;


“Ah! Existe uma importante distinção entre nós. Eu não alego que filosofo para si, enquanto o senhor, doutor, continua fingindo que sua motivação é servir-me, aliviar minha dor. Tais alegações nada têm a ver com a motivação humana. Elas fazem parte da mentalidade de escravo astutamente engendrada pela propaganda sacerdotal. Disseque suas motivações mais profundamente! Achará que jamais alguém fez algo totalmente para os outros. Todas as ações são autodirigidas, todo serviço é auto-serviço, todo amor é amor-próprio. (…) Parece surpreso com esse comentário? Talvez esteja pensando naqueles que ama. Cave mais profundamente e descobrirá que não ama a eles: ama isso sim as sensações agradáveis que tal amor produz em você! Ama o desejo, não o desejado.”


Eu fiquei horas me questionando e me perguntando ” Amar é isto então?”, vai estar sempre ligado ao amor próprio essa é a verdade, mas cada um tem e acredita na sua verdade e a minha é que acredito que possamos amar as pessoas verdadeiramente e isto não somente gira em torno no modo como somos tratados, mas tem haver em aceitar que somos humanos e imperfeitos, estamos sujeitos a errar e a falhar, cada um de nós temos uma personalidade, um modo de pensar e de agir, uma essência única e que com certeza nem sempre vamos agradar, lembrando que personalidade não justifica a maldade, mas é que quando aceitamos estas pessoas em nossas vidas e escolhemos amá-las do jeito que elas são, isto para mim Gabrielle significa que amamos verdadeiramente, não sei é uma satisfação pessoal, mas eu entendo e vejo como “Amor’.


O amor próprio é você não se sujeitar, não aceitar menos do que você merece e o que merecemos? Merecemos ser amados, e isso sim tem haver com satisfação pessoal, e talvez esse “egoísmo” seja necessário. Como eu havia dito antes a maldade não está ligada a personalidade, ser ruim é uma escolha , cabe a nós escolhermos ser bom ou sermos ruins e também cabe a nós a escolha de aceitar a forma como somos tratados.
Eu sempre digo que você só aprende a amar as pessoas quando você aprende a se amar, vou sempre repetir isto inúmeras vezes.. o amor deve sempre começar por nós. Sabe aquele ditado “o que eu não desejo para mim, eu não desejo para os outros” é basicamente isto, o quão bem você deseja a si mesmo? é este bem que você deve desejar para o seu próximo, ” trate as pessoas como você gostaria de ser tratado”, não espere flores se você só oferece espinhos, por isso ame a si mesmo e entenda que é deste amor que as pessoas necessitam. Se ame, ame, faça o bem e você será feliz e essa satisfação não será apenas sua 😉


E sabe finalizando este texto eu entendo agora o que Nietzsche quis dizer, eu escrevo não somente para vocês, o ato de escrever me traz a leve e boa sensação de ser feliz, escrevo porque amo, porque a escrita é como um remédio para minha alma, a escrita me traz a sensação de liberdade… livre para ser quem eu sou e quando eu escuto de alguém “seus textos me motivam muito” o que sinto? é uma imensa satisfação e claro toda essa felicidade é compartilhada…


Abs e até a próxima meus queridos e amados leitores. ❤ 🙂

Escrever é emprestar as mãos a nossa alma, para que ela possa falar

O último Dia.

O último dia..
Como será o último dia?
Será que eu irei olhar mais para o céu ?
Será que a brisa do vento passara mais suave sobre meu rosto?
Como será o último dia?
Será que tomarei chá ao invés de café?
Aaa o último dia…
Talvez no último dia a correria não existirá e o estresse passará !
No último dia as nuvens teriam mais desenhos
O sol teria mais calor
No último dia meu pulmão respirara melhor.
Meu paladar estará mais sensível.
Como será o último dia?
Será que o perdão iniciará?
Meus medos cessarão?
No último dia será que terei mais coragem?
Meu cérebro não verá miragem?
No último dia as cores seriam vivas e o mar seria calmo…
Será que no último dia dançaremos na chuva?
Tomaria um sorvete ou será que no último dia eu meditaria até adormecer no próximo dia? Não sei.. não entendo como vivemos sabendo que o último dia chegará, mas a vida pretende nos surpreender e será no último dia que meus sentimentos e dores serão renovados e talvez pela última vez ficarei ao seu lado então cuidado com o último dia..
Me diga adeus ou me deixe ficar pois a qualquer momento podemos nos distanciar, então finalmente chegou..
O ÚLTIMO DIA

(Autor Desconhecido/Anônimo)

Este lindo poema foi feito por um amigo, durante nossa vida conhecemos várias pessoas especiais, todavia nem sempre aproveitamos a oportunidade de dizer a elas como as admiramos. Hoje eu posto este poema com muito orgulho deste amigo tão querido que tive o privilégio de conhecer, que também tem o dom de tocar as pessoas com sua escrita, com estes belos poemas feitos com a alma e coração. Tenho absoluta certeza de que depois deste post ganhará mais admiradores e eu bem sei que merece toda esta admiração, nós somos gratos a todos os escritores, poetas, artistas enfim, por tocar nossas almas com suas obras. Então meu amigo meu coração agradece por ter repassado a mim esta obra, e por permitir que eu a compartilhe com meus queridos e amáveis leitores, somos gratos pela sua existência, és como LUZ neste mundo de escuridão e por favor escreva mais para nós.

P.S. Eu Te Amo ❤ 🙂

SOBREVIVEMOS !

O que é viver?
Se não somos donos do tempo,
O tempo nos leva a lugares sem escolhas por mais que lutemos e acreditemos na escrita da nossa própria história, em uma curva do tempo ela nos desvia de um grande amor, nos prende a incertezas ou uma chance de escolher…
O tempo me ensina a sobreviver pois o viver ela me tira nas suas curvas sem placas…

Isto é bem reflexivo, ainda mais depois de vivenciar um ano tão turbulento e confuso como este não? Nós vivemos ou nós sobrevivemos? Depois desta montanha russa do ano de 2020, eu digo por mim mesma, que lutei todos os dias para não perder a sanidade, a minha saúde mental, eu literalmente sobrevivi a este caos . Um ano de muitas perdas, e também de muitas descobertas, nós chegamos à loucura, nossas emoções estiveram à flor da pele, mas também houve dias em que não sentimos nada, dias em que somente existimos. Hoje dia 25 de Dezembro, é Natal e o último mês deste ano maluco e ufa conseguimos !! Nós sobrevivemos!

“Somos capazes de sobreviver a essas coisas horríveis, pois somos tão indestrutíveis quanto pensamos ser.”
(Quem é você, Alasca?) – John Green

Já nem me lembro quando foi a última vez que estive por aqui, foram dias difíceis e confesso que achei que não seria capaz de chegar até aqui… é natal e sinto uma mistura de alivio, mas um vazio estranho como se algo estivesse faltando, mas ao mesmo tempo gratidão por todos da família, os amigos e todos que amo estarem vivos e com saúde, inclusive eu. Não tive ânimo nestes últimos meses para escrever qualquer coisa que fosse, as palavras se perderam dentro de mim e nesse caos , no meio desta tempestade eu também me perdi, e meus caros amigos… este processo de se perder é um tanto quanto doloroso, por isso o vazio, a sensação estranha de que nos falta algo, não encontramos sentido nenhum para realizar desde os pequenos aos maiores projetos.

 “Perder-se também é caminho”- Clarice Lispector, inclusive eu mesma já escrevi muito aqui sobre isto, continuo afirmando e com toda certeza, que é preciso se perder para então se encontrar, são processos necessários para concertar o que está quebrado dentro de nós, o fato é que todo processo é doloroso e se perder é como se desconectar de tudo que te faz sentir vivo! É apenas existir, mas sem nenhuma razão. Até o momento eu posso dizer que esse foi o ano mais difícil da minha vida, foi uma prova de resistência de 12 meses que pareciam nunca ter fim, nunca senti tanto e ao mesmo tempo não senti nada, houve um silencio infinito dentro de mim, pude observar e tive um êxito e tanto nisto, o silêncio para muitos é “não dizer nada”, quando na verdade ele diz muito, sobre nós mesmos e sobre as pessoas ao nosso redor, sábio é aquele que escolhe muitas vezes o silêncio ao invés de uma infinidade de palavras sem sentido, é no silêncio que adquirimos sabedoria, conhecimento e até mesmo paciência, se eu pudesse voltar no tempo concertaria milhares dos meus erros com o “silêncio”.

Quantas vezes nos perdemos neste ano? O medo ganhou espaço dentro de nós, tive medo de perder os meus pais, meus amigos, tive medo de não ter mais tempo para aproveitar mesmo as coisas mais simples desta vida, como ir até um jardim e contemplar a natureza, sentir a brisa do vento, sentir o sol ou a chuva e por isso digo que mesmo através dessa crise existencial que todos nós estamos passando, a vida sempre tem algo para nos ensinar, valorizar tudo e todos aqueles que nos fazem sentir vivos, amados e verdadeiramente felizes. Foi o ano que descobrimos que felicidade é isso ! Ter quem amamos ao nosso lado, ter saúde para viver momentos de alegria acompanhado destas pessoas e mesmo a sós, pois tenho certeza de que alguém aqui também descobriu seu amor próprio na solitude, no prazer de estar só com sua própria companhia. Quantas vezes nos perdemos em busca de um “amor”? quando tudo que precisamos é do amor de nós mesmos, brigamos tanto para fazer parte da vida de alguém, que a maioria das vezes este mesmo alguém não tem o menor interesse em nos incluir em sua vida, e é ai que nos perdemos, tentando preencher vazios e esquecendo do vazio já existente em nós. Digo por experiência própria que existem pessoas absolutamente tóxicas que nos fazem perder nossa essência, que fazem da nossa vida mais turbulenta do que já é, que vem para nos confundir, fazer tempestade e nos afastar de tudo que amamos, nos deixando em um buraco escuro e sem saída.. e tudo isso dói, afeta a nossa saúde física e mental. Então se você escolheu estar só e se livrar destas pessoas tóxicas, por mais que doa e você sinta falta, essa foi a melhor escolha que pode fazer, uma prova de amor para si mesmo, tem tempestades que podem e devem ser evitadas por nós mesmos, e é cortando estes laços que as tempestades se vão.

 “Se você se sente sozinhopega a Solidão e dança

Foi um ano difícil para todos aqueles que sofrem dentro destes relacionamentos abusivos, os pensamentos de morte vieram á tona, a depressão ganhou espaço em suas mentes, quantos tiraram sua própria vida porque não suportaram a dor? Não foi somente o vírus que matou tanta gente, há estudos que comprovam o crescimento dos casos de doenças psicossomáticas nesta pandemia, uma pesquisa feita em maio pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) mostrou que cerca de 89% dos 400 psiquiatras destacaram o agravamento de quadros de saúde mental em seus pacientes devido à pandemia, não é “frescura” como a maioria diz, depressão mata, ansiedade mata, são doenças que prejudicam nossa saúde mental e como consequência também nossa saúde física.

Foi um ano de sobrevivência, se você chegou até aqui é porque resistiu á dor, ao sofrimento, você lutou contra si mesmo, contra os pensamentos negativos, venceu a si mesmo e sobreviveu á tempestades que achou que não resistiria, também todos aqueles que contraíram o vírus e estiveram entre a vida e a morte e hoje estão em casa com saúde e com suas famílias.. estes os grandes sobreviventes, e são neste natal os melhores presentes para suas famílias, porque o natal é isso, não é presente, mas estar presente, é amor , é poder compartilhar deste amor, este sentimento de alegria e gratidão, com quem nos ajudou a chegar até aqui. E que Deus conforte os corações de todos aqueles que perderam alguém neste ano seja pelo vírus ou por qualquer outra doença, que ele fortaleça estas pessoas para que continuem caminhando, que dê a elas momentos de alegria, de amor e motivação para VIVER ! Pois já sobreviveram até aqui, e sobreviver não é viver…

Que 2021 seja mais que sobreviver, seja VIVER ! Que seja muito mais que aprendizado, mas que nos traga momentos de felicidade, a sós ou acompanhado, que se mantenham vivos todos nossos sonhos e projetos e com a força que adquirimos neste ano, sejamos capazes de vencer as próximas batalhas e capazes de realizar os projetos que ficaram estacionados. E Deus do céu que possamos nos encontrar e não mais se perder ! É o que eu desejo pra todos nós.. sentido pra viver, amor para compartilhar, sorrisos sinceros e cheios de alegria, saúde para desfrutar de tudo isso e PAZ ! é certo que sempre haverá batalhas, dificuldades, mas talvez Deus tenha nos dado uma nova chance de fazer tudo diferente, um ano só muda quando resolvemos mudar, então que essa transformação nos dê excelentes resultados.

Bom, agora me despeço de vocês , mas com desejo de voltar logo, então rezem por mim, para que eu encontre sentido para continuar fazendo o que sei fazer de melhor “escrever”, é o que me dá paz e tudo que desejo é ter paz fazendo aquilo que amo…

Desejo a todos os Sobreviventes um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo ! 🙂 ❤

A solitude do teu coração é contraste da tua alma !

“Solitude é a capacidade de se amar ao ponto de estar sozinho e mesmo assim, se sentir inteiro e feliz. Sem a obrigatoriedade de procurar complementos e naturalmente ser preenchido de uma paz absoluta.” – Telma Nogueira

A solidão me preenche, de um modo que me faz sentir completa, penso que estar só, é muito melhor do que ter a companhia de pessoas que te fazem sentir vazias e incompletas. Hoje eu acordei e senti um vazio, ouvi um grito neste vazio, era o meu grito, a minha voz ecoando no vazio de uma escuridão interna, senti que ela gritava por ajuda. Por vezes nós nos perdemos de nós mesmos, buscamos ajuda em outras pessoas, procurando alguém que nos preencha que nos complete, quando tudo que precisamos está aqui dentro de nós, somos o amor de que tanto precisamos e buscamos. A ideia de estar só pode ser assustadora, mas a verdade é que estar só consigo mesmo é a oportunidade que tens de explorar sua alma, seus sentimentos e se conhecer, se amar e se completar.

Eu passei tempos da minha vida conhecendo e querendo desconhecer pessoas, quanto mais conheço, mais sinto necessidade de estar só, é um mundo cruel com pessoas cruéis e vazias, com pensamentos egoístas, nós estamos sempre rodeados de amigos e também de falsos amigos, de pessoas mascaradas e a sensação é sufocante, é exatamente como um grito no vazio, como estar presa em uma escuridão, existem as pessoas de “luz” e as que carregam uma escuridão consigo, uma sombra, é importante manter próximo de si somente aqueles que carregam luz, porque são capazes de iluminar os que necessitam de forças para manterem suas luzes acesas.

Hoje pela manhã eu senti essa escuridão, olhei a minha volta e senti um vazio ensurdecedor, uma sensação de desespero, de angústia, eu vi pessoas tão sombrias disfarçadas de amigos, fazendo com que me perdesse nesta escuridão e não encontrasse mais a minha própria luz. Foi então que ouvi a minha voz, o meu grito de socorro… não quis esperar e nem buscar por ajuda, eu decidi me salvar ! É a gente tem que se salvar as vezes, e descobri isso com o prazer de estar só. Então eu me salvei como nas outras vezes, eu pude perceber o quanto precisava de mim mesma, que estava passando a maior parte do meu tempo tentando compreender, preencher e amar as pessoas, mesmo aquelas que nem desejam ser amadas ou preenchidas, então me perdi, nesta escuridão que habita dentro delas.

Nessa busca incessante esqueci do quanto eu mesma precisava ser amada, compreendida e preenchida não por ninguém, mas por mim mesma, me convidei para um café e a passar mais tempo comigo mesma não apenas uma vez, mas como um habito. E que seja como um habito nós cuidarmos da nossa saúde mental do mesmo modo que cuidamos da nossa saúde física, nosso emocional se esgota com facilidade, então por que não adquirir esse habito de se dar a atenção, se cuidar e sim se amar, assim como fazemos com as pessoas de quem cuidamos e amamos, e sabe … fazia tempo que não me sentia tão completa.

Notei que fazia dias que não pegava nos meus tão queridos livros, não tocava meu violão e até mesmo não escrevia, o que exatamente me faz sentir viva, e a pior coisa é você perder isso, esses momentos consigo mesmo, fazendo coisas que te completam de verdade e que te fazem se sentir vivo! Coisas estas que nos preenchem, que nos dão paz e conforto. Aquele vazio logo foi sendo preenchido pela minha própria companhia, pelo o amor próprio, entendi que somente eu me bastava para me sentir completa, e é isso… precisamos de nós, de ouvir nossa própria voz, nossos gritos por socorro, de nos acolhermos, precisamos de tempo para descobrir até mesmo o que nos machuca o que nos tem feito mal, a nossa companhia é a mais bonita e fiel que existe no mundo. Estar só é estar bem acompanhado!

Solitude significa que você possui espaço na sua mente para você mesmo. Que você se põe em momentos de introspecção e busca da sua própria verdade. Significa que você é verdadeiro e gosta de você mesmo. Aprenda a ser sozinho para entender que, lá dentro do seu ser, existe uma pessoa que talvez você não conheça.

Eu acho que todos nós somos sozinhos, até as pessoas mais acompanhadas são sozinhas, solidão é uma condição da vida, nós todos somos sozinhos dentro da nossa pele, dentro da nossa cabeça. então nós temos momentos de fusão, temos momento de bom relacionamento, temos momento do amor que é uma coisa maravilhosa, que a gente sai da gente, né? Mas, normalmente todos nós somos sozinhos então a solidão é inevitável. Quando o adolescente descobre a solidão ele se sente o mais infeliz dos seres humanos, depois que a pessoa tem uma certa idade… eu acho ridículo as pessoas que chegam pra mim e se queixam “eu sou sozinho”. Todos nós somos sozinhos. Não cultive depressão, todos nós somos sozinhos, até os mais bem acompanhados são sozinhos, solidão é uma condição da vida – Paulo Autran

“Vivemos esperando o dia em que seremos melhores “

É um post aleatório, é um desabafo de alguém tão imperfeito e extremamente exausto. E pode ser que muita coisa não faça sentido, mas entenda que é meu coração quem está falando agora e as coisas do coração é meio assim “sem sentido”, e quando sentimos essa necessidade de por pra fora, tudo sai exatamente como está, embaralhado e confuso.

Desde que comecei aqui eu falei sobre sentimentos, emoções, conexões e tudo que nos move, que nos impulsiona e que nos fazem ser o que somos e no que nos transformamos, enfim. O que me move? sem dúvidas o amor ! Preciso do amor para viver, tanto como preciso do ar para respirar, pois é o amor que dá um sentido para minha vida, amar pessoas, cuidar, zelar, coloco o amor em tudo que faço e faço tudo por amor. É basicamente isso eu sou AMOR !. Quem me ensinou a ser amor e distribuir amor ? Você pode não acreditar por ter a sua própria religião, seguir e acreditar nela e eu respeito isso , mas Jesus foi meu melhor professor, e eu não consigo enxerga-lo dentro de alguma religião, mas sim como alguém que esteve aqui nesse mundo e amou e sofreu assim como nós amamos e sofremos.

Desde criança eu me sentia diferente, não era como a maioria dos meus amigos, me sentia muito sozinha, e até tentei ser iguais a eles, para me encaixar, mas a verdade é que eu nunca me encaixava em lugar algum, ouvia boatos de que eu era a garota estranha da sala, sempre tão calada, mas o fato é que eu gostava de observar as coisas, as pessoas, o que elas faziam e como eram, amei pessoas que nunca, nem mesmo falei alguma vez, mas amava pois eu passava parte do meu tempo observando-as, amava o seu jeito de falar, como sorriam, a beleza dos olhos e de como tratavam as pessoas ao seu redor. Curioso não é mesmo?, como alguém com dez anos podia dar tanta atenção para os detalhes? É eu fui e sou assim, antes mesmo de alguém me amar eu fazia e faço questão de ama-lo primeiro, de nota-lo como nunca ninguém jamais notou, essa é a Gabi, e por isso escrevo, pois os detalhes me contam histórias que talvez nunca ninguém tenha ouvido falar.

E por que estou aqui escrevendo estas coisas? é porque eu estou vivendo em um mundo onde o amor está etrando em extinção , e como consequência os outros sentimentos que estão conectados a este amor, também estão se esvaindo, vejo pessoas tendo seus corações partidos por pessoas que também teve alguma vez seu coração partido, talvez mais que uma vez e se tornaram em um pessoas frias, vazias e sem amor. Vejo o mal ganhando um espaço dentro das pessoas, e destruindo tudo que temos ou que tínhamos de bom e maravilhoso nesta terra, o mal está por todo lugar e o meu grande medo é que ele um dia vença. Vença esse fiozinho de amor que ainda existe no mundo, que ele mate a esperança que ainda existe, de que o mundo e as pessoas podem ser melhor.

Estou vivendo um caos todos dias, sobrevivendo quando tudo que eu queria era viver… viver um amor que nunca tive, porque nunca encontrei alguém que entendesse sobre o amor como eu entendo, nunca esbarrei com alguém, que aceite minha forma de amar e a compreenda, nunca vivi um amor que fosse reciproco, e talvez essa seja a maior dor que eu carrego, não ter ao menos um terço de tudo que eu entrego ás pessoas . É exaustivo viver em um mundo onde de cada dez pessoas, duas entende e compreende o que é o amor e tudo que ele implica. Carrego um vazio comigo que eu nem sei se algum dia ele já foi preenchido.

Eu vejo dor não só em mim, mas nos olhos de quem tem carregado este mesmo peso, de quem tem se calado e guardado toda dor que sente, pessoas adoecendo por não serem amadas o suficiente, adoecendo por estarem vivendo uma vida de mentira, sorrisos vazios, falsos, e por detrás deles uma confusão mental, emocional, uma ansiedade incontrolável, depressão , medo, uma exaustão e cansaço emocional. Cansados de sobreviverem e de lutarem com os problemas e com o caos que tem sido a vida, quando ela deveria ser tão leve !

O peso que eu carrego não é só o meu, mas o de milhares de pessoas, a vida deveria ser menos complicada se as pessoas não a complicassem tanto, o mundo poderia ser melhor se as pessoas resolvessem ser melhores. Quando nos transformamos em pessoas melhores o mundo muda, as coisas mudam, a vida muda pra melhor. Quando você decide ser alguém que valoriza mais a vida, você passa a valorizar as coisas simples, passar um tempo com a família, assistir Tv com os pais, avós, viajar com os amigos, passar um tempo sozinho fazendo coisas simples que gosta de fazer, entrar em contato com a natureza, sentir o ar, ouvir o mar, observar os pássaros, enxergar o quanto de vida existe ao seu redor. E quando você decide ser mais gentil, passa a enxergar as pessoas e como as palavras ditas e as que não são ditas podem mudar o dia delas e até mesmo o seu dia, quando torna-se amável, vai perceber o quanto o mundo e as pessoas necessitam de amor.

Esse post é um desabafo de um coração já cansado, mas ainda disposto a amar e a incentivar pessoas a fazerem o mesmo, a serem mais empáticas umas com as outras, a não se deixarem levar pelo mal que existe no mundo e até mesmo que reside dentro de nós. Que espalhem amor, iluminem os corações que estão tomados pela escuridão, que salvem vidas que estão se entregando para morte, os suicidas, os ansiosos, os depressivos e todos aqueles que lidam com essas doenças psicológicas e não tem nenhum tipo de apoio ou ajuda.

Tornem-se amáveis, pois o mundo grita por socorro todos os dias pela falta de amor, de bondade, de empatia e de tantas outras coisas que faltam no ser humano, que são a causa das piores destruições. Torne-se amável pois até mesmo você precisa do seu amor,”ame seu próximo como a ti mesmo “, se você não se ama, como saberá amar alguém? valorize-se para que possa valorizar todas as outras coisas. Por hoje é isso, peço desculpas pela minha constante ausência, mas que compreendam-me, estou por aí enfrentando minhas batalhas e ajudando outras pessoas a enfrentarem as suas. Estou tentando vencer meus próprios monstros , agora são 04:38 da manhã e eu luto com a insônia, ela me venceu e estou aqui escrevendo para vocês, minha esperança é que possamos viver dias melhores… Até a próxima!.

Vivemos esperando
Dias melhores
Dias de paz, dias a mais
Dias que não deixaremos
Para trás,

Vivemos esperando
O dia em que
Seremos melhores
Melhores no amor
Melhores na dor
Melhores em tudo !

Dias melhores pra sempre...

Não deixe que o medo roube seus sonhos !

Quem nunca sentiu medo ? quem nunca sentiu medo de arriscar ? quem nunca teve medo do futuro? do que ainda está por vir? É o medo que nos acompanha como uma sombra, que se faz presente nos dias mais decisivos de nossas vidas, medo de falhar, de se perder, de se machucar, o que nos impede de sermos corajosos e de arriscarmos e até de seguirmos adiante, seguirmos em frente, mas o que é o medo? como ele passa a existir dentro de nós? É o que vamos descobrir. Todo aquele que escreve, passa quase todo tempo refletindo sobre algo, ás vezes sobre algo que está vivendo, sentindo ou sobre algo que ouviu, leu e até mesmo viu. Nós escritores costumamos escrever sobre aquilo que passamos tempo observando, seja uma obra de arte como pinturas, esculturas e tudo que se enquadra á arte, estás pinturas, os desenhos e as belas esculturas, estão sempre nos dizendo algo e este é o segredo da arte, ela sempre terá uma mensagem para nós. Também observamos as pessoas e tudo que acontece e passa ao nosso redor. Por muitas vezes eu me vejo viajando em pensamentos, refletindo sobre algo e por isto escrevo, á escrita liberta nossa mente desse excesso de pensamentos, “pessoas caladas tem mentes barulhentas” isto é realmente uma verdade, antes de decidir escrever sobre “o medo”, passei dias pensando se haveria alguma chance, uma possibilidade de me livrar dele. “Nem sempre nós escritores escrevemos sobre o que conhecemos, mas normalmente sobre o que estamos aprendendo”, e por isto estou aqui para aprender junto com vocês a lidar com esse “medo”.

O que é medo? Quais os sinais e sintomas do medo? O medo é patológico? Partindo deste princípio, o medo é “caracterizado por referir-se a um objeto mais ou menos preciso” (DALGALARRONDO)

Segundo Dalgalarrondo, o medo se apresenta em escalas até a sua inativação, ou seja, ele vai paulatinamente tomando uma proporção até que o indivíduo tenha seus sentimentos e emoções estabilizados, dividindo-se em seis fases de acordo com o grau de extensão e imensidão, são eles: 1. Prudência; 2. Cautela; 3. Alarme; 4. Ansiedade; 5. Pânico (medo intenso); 6. Terror (medo intensíssimo). O medo é uma alteração das emoções e dos sentimentos, também é fundamental para a nossa autopreservação. Já imaginou se não o tivéssemos? O que seríamos capazes de fazer? Atravessar uma rua sem temer a um possível acidente, pôr em risco a própria vida. Segundo Dalgalarrondo o medo não é uma emoção patológica, mas algo universal dos animais superiores e do homem. O medo é um estado de progressiva insegurança e angústia, de impotência e invalidez crescentes, ante a impressão iminente de que sucederá algo que queríamos evitar e que progressivamente nos consideramos menos capazes de fazer.

UMA VISÃO PSICANALÍTICA SOBRE O MEDO

O medo tem vários conceitos, alarme, acovardamento, ansiedade, angústia, apavoramento, desassossego, enlouquecimento, etc., para Freud o termo utilizado é angústia. Para Freud, o termo medo requer um objeto determinado, em presença do qual algo se sente. A angústia, ele esclarece, designa certo estado de expectativa frente ao perigo e preparação para ele, ainda que se trate de um perigo desconhecido. Freud chama terror o estado em que o sujeito cai quando corre perigo sem estar preparado, com destaque ao fator surpresa.

São muitos os clientes que buscam os serviços de psicólogos e psicanalistas em busca de curar-se do medo que de certa forma os incapacita. “Medo e angústia caracterizam um tempo subjetivo que leva o paciente à busca de um saber que o livre do medo e alivie do mal-estar”. O medo de alguma forma está associado a um estado de angústia, angústia que castra, tolhe, inibe e reprime, algo que vai muito além do compreendido e manifesto. É na Teoria de Freud sobre o Complexo de Édipo e a angústia de castração que se encontra embasamento necessário para dirimir as dúvidas quanto à temática sobre o medo e a fobia.

Explicando como funcionam os conteúdos no inconsciente durante o processo da angústia de castração vivenciada no complexo edípico pode-se dizer que: Trata-se daquilo que se apodera do menininho diante do amor que sente por sua mãe. Ainda que apareça como perigo interno, esse amor remete a um perigo externo que é o temor imaginário da castração. Não é tanto que a castração possa efetivamente ser praticada, Freud escreve, mas “esse é um perigo que ameaça do exterior, e a criança acredita nele”. Essa crença é determinante. Para as meninas, Freud prossegue, trata-se da angústia ante a perda do amor, “visivelmente um prolongamento da angústia do lactente quando experiência a ausência da mãe”; remete a uma angústia originária, a angústia do nascimento, que já significa separação da mãe. (FONTE: Portal da educação;Uma abordagem psicológica sobre o Medo)

O medo e a visão filosófica

Baruch de Espinoza, um dos maiores filósofos da história da humanidade, asseverava que o medo é originário de uma ideia equivocada sobre algo e somente poderíamos nos libertar com o conhecimento. Um resumo da Ética espinozista seria o seguinte – compreender o universo é estar libertado dele, compreender tudo é estar livre de tudo, pois só tememos o que não conhecemos e só amamos o que conhecemos -, oque, a toda evidência, está implícito no próprio conceito de filosofia – amor à sabedoria. Outro robusto pensador que também tratou do tema foi o estoico imperador romano Marco Aurélio “Se uma causa exterior te perturba, a tua aflição não vem dessa causa, mas, sim, do teu juízo a respeito dela. Em teu poder está a possibilidade de diluir essa aflição. Se teu desgosto decorre de uma disposição interior, quem te impede de corrigir teu estado de espírito.” Não se está dizendo aqui que seja uma tarefa fácil, mas sim, que buscar o equilíbrio e tornar-se um ser humano pleno é talvez uma das tarefas mais proveitosas e recompensadoras. Como disse James Allen : “O mundo exterior das circunstâncias molda-se ao mundo interior dos pensamentos, e as condições externas, tanto as agradáveis como as desagradáveis, são fatores que contribuem em seu resultado final para o bem do indivíduo. Como ceifeiros de sua própria colheita, o homem aprende tanto pelo sofrimento como pela felicidade.”

Como vimos o medo é uma alteração das emoções e dos sentimentos, mas também é fundamental ou seja ele é preciso em nossas vidas, para nossa autopreservação, mas também está ligado a outras emoções, quando temos medo de perder alguém especial em nossas vidas, isso faz com que fiquemos mais atentos aos detalhes, logo nos esforçamos mais para cuidar deste alguém e mante-lo em nossa vida. Você tem medo de reprovar em uma matéria, de não passar no vestibular, de perder uma bolsa de estudo, logo então você vai se esforçar o suficiente e estudar muito para que isto aconteça, se não tivéssemos este medo, não nos esforçaríamos, não daríamos importância e como uma consequência nós perderíamos não só chances, mas tudo aquilo que amamos.

O medo que nos prejudica, que nos impede de avançar está muitas vezes ligado a um momento ruim que vivenciamos, ou seja está ligado ao passado, o medo nos assombra trazendo lembranças de algo que nos feriu e nos marcou, o que nos deixa aflitos, ansiosos, preocupados e angustiados. Este medo é o que nos impede de avançarmos , de vivermos novas possibilidades, de vivenciarmos momentos felizes. Por isto é tão importante aprendermos a lidar não só com nossos medos, mas com nossas emoções e com as questões que desencadeiam esses medos em nós, é preciso ter equilíbrio, é necessário para que nossas mentes e corações não fiquem doentes.

Vou contar uma história para vocês; houve muitos dias da minha vida, que tive que lidar com infinitos medos, eles chegaram batendo á porta e eu educada deixei que entrassem, mas eles fizeram uma bagunça gigantesca aqui dentro, e só queria uma solução para me livrar deles. Então eu disse a eles que não podiam ficar, que tinham que ir, até insistiram em ficar, mas tive que mostrar a eles que já não era mais a mesma do passado, e que foram exatamente as dificuldades que me moldaram e me tornaram em uma pessoa forte, resiliente, em uma versão melhor. Então eles assentiram e partiram, talvez até voltem, mas com conhecimento que adquiri e sabedoria saberei lidar com todos eles.

Assim é a nossa vida, vamos ter que lidar com nossos medos quase sempre, mas não precisamos carrega-los por tanto tempo, não precisamos leva-los conosco e perdemos a chance de viver, de sermos felizes. Lembrando que não somente o sofrimento nos ensina, mas a felicidade também, então não precisamos viver escravos destes medos e sofrimentos passados, a vida nos reserva infinitas possibilidades, momentos com as pessoas que fazem parte de nossas vidas e talvez aquelas que ainda nem conhecemos, mas precisamos nos dar a chance de conhecer, de aceita-las em nossas vidas, isso serve para relacionamentos amorosos e mesmo amizades. Precisamos nos permitir e permitir que coisas boas aconteçam e se algo inesperado e ruim acontecer, como das outras vezes nós vamos tirar o melhor disso tudo e será um aprendizado.

Não perca possibilidades, as boas oportunidades que talvez não teremos uma outra vez, não perca pessoas incríveis por medo de ama-las e se ferirem outra vez, não deixe a vida passar sem antes ter aproveitado cada momento dela, a vida nos reserva boas histórias para serem vividas e depois contadas para nossos amigos e filhos e netos enfim..

Quando os medos vierem bater a porta do seu coração, não faça sala e nem queira servir café, apenas convide-os a irem embora…

CONEXÕES MENTAIS

Escolhi falar um pouco hoje sobre essa raridade que para mim é tão importante quanto o “amor”, e acho até que os dois também estão conectados. O amor é extraordinário tudo que precisamos, mas somente ele não basta, precisamos da honestidade, da confiança, cumplicidade e desta conexão mental para que as já ia relações, seja o amor ou a amizade possam dar certo como desejamos. Para entender e aprofundar o conhecimento sobre essas conexões , eu busquei em algumas fontes como a psicologia explica a conexão mental.

Psicologia da conexão: a arte de se conectar através do coração

De acordo com a psicologia da conexão, conhecer pessoas não é o mesmo que se “conectar” com elas. Na verdade, quando nos conectamos com alguém, sentimos os batimentos cardíacos compartilhados, uma sintonia profunda e estranha ao mesmo tempo. Quase sem sabermos como, dessas conexões surgem as melhores amizades da nossa vida ou os amores mais inesperados. Nós dissemos no início que conhecer não é o mesmo que se conectar com alguém. Isso é algo que todos nós experimentamos diariamente. No nosso ambiente cotidiano, como o nosso emprego, a escola, a universidade, as nossas comunidades de vizinhos ou espaços de lazer, conhecemos muitas pessoas. Convivemos com elas; no entanto, ao longo das nossas vidas, só conseguimos nos “conectar” profundamente com algumas pessoas.

Judith E. Glaser, psicóloga e antropóloga organizacional da Universidade de Harvard, é uma das principais referências no estudo e aplicação do que é conhecido como “Conexão Profunda”. Ela diz em muitos do seus livros e inúmeros trabalhos que temos uma voz interior que nos diz em um tempo muito curto se algo ou alguém pode ser importante ou significativo para nós. Na realidade, o que chamamos de “intuição” tem um lugar específico no nosso cérebro.

A conexão profunda: quando o nosso cérebro se “ilumina”

Nosso cérebro é uma entidade governada por uma série de necessidades básicas: a socialização é uma delas. Então, quando no nosso dia a dia conhecemos outras pessoas e nos conectamos com elas, o nosso cérebro recebe um impulso; podemos dizer que ele se “ilumina”. Esse impulso é sentido na área do córtex pré-frontal rostromedial. No entanto, há outra parte mais profunda, misteriosa e fascinante que se ilumina como uma árvore de Natal quando encontramos alguém com quem nos conectamos intensamente. Este lugar está localizado exatamente naquele espaço onde o lóbulo temporal e o lóbulo parietal se encontram.

Processos que originam a psicologia da conexão

  • A conexão profunda vai além dos olhares porque se inicia através da interação e do tratamento, mas ocorre principalmente através de uma palavra muito concreta, mágica e significativa para todos: “compartilhar”.
  • Quando compartilhamos certas intimidades com alguém, quando fazemos confidências, quando compartilhamos valores, paixões, preferências, o nosso cérebro libera “oxitocina”.

Os neuropsicólogos explicam que a oxitocina é um neurotransmissor que atua como um ingrediente essencial para estabelecermos conexões significativas com os nossos melhores amigos ou parceiros. Quando trazemos essas pessoas especiais para este espaço tão particular, profundo e carismático da nossa mente, nos sentimos seguros, confortáveis e confiantes … mas acima de tudo, nos sentimos muito felizes.

As decepções fazem parte deste processo de encontrar alguém, a maioria delas são quase que inevitáveis. Com bases em minhas experiências, acredito que posso afirmar que a dor é como uma escola para nós, ela tem muito a nos ensinar, às vezes muito mais até do que achamos que já aprendemos nesta vida. “A dor precisa ser sentida”, ter o coração partido pode ser um tanto quanto doloroso, mas tem o seu lado bom, que é ter uma melhor versão de si mesmo.

Nós não podemos prever nosso futuro, não sabemos quantas vezes mais essas decepções terão que acontecer, até que nosso amor tão esperado chegue. Mas sabe o que eu penso? Todos nós temos o poder de escolher, temos o controle das nossas próximas ações, e se realmente as pessoas se importassem tanto consigo mesmas, eu acho que elas saberiam priorizar essas conexões e passariam mais tempo sozinhas.. desconectando do superficial e se conectando com sua alma. A idéia de estar sozinho para muitos ainda é assustador, mas é preciso estar sozinho e aprender a se amar, para que depois você possa sentir então, essas raras conexões. Os relacionamentos hoje, acho que a maioria deles, são superficiais, são só atrações físicas, algum tipo de interesse, status e nada mais, não vemos mais amor e nem conexão mental de alma, e por isso tanta dor e sofrimento, corações vazios e incompletos.

O ser humano ele é muito dependente, e também é muito insatisfeito, é quase sempre que nos sentimos infelizes, incompletos, vazios e na busca de preencher este vazio, se confunde carência com amor e há aqueles que se aproveitam desta carência emocional de uns, para se satisfazer no prazer sexual. E o que acontece nós já sabemos? Ilusões, dor, sofrimento e tudo por carência. Eu infelizmente tive que ter o meu coração partido diversas vezes , até finalmente compreender que sozinha eu estava bem acompanhada, não precisava do amor de alguém mas do meu amor. E quando compreendi e aceitei isso, passei a enxergar o Amor de outras formas e em lugares que nunca tinha notado. O amor ele é a soma do que somos, temos e fazemos.. ele está na família, nas amizades, com você, nas coisas que você gosta de fazer seja ler um livro, escutar ou tocar uma música, no trabalho que você faz com gosto, no jardim que você cuida, no sorriso que você oferece e os que você recebe de volta, nos abraços, na gentileza, no café da manhã com as pessoas que você ama ou mesmo sozinho .. enfim o amor está o tempo todo a nossa volta e conectado, é só parar um segundo e olhar para sua volta.

Quando você compreende essas coisas, entende então que o seu próximo amor ou mesmo uma amizade precisa ter essa mesma conexão, você vai sentir ela no seu coração, suas mentes estarão conectadas e você notar. Enquanto este amor não chegar, fique e se conecte consigo mesmo, preencha este vazio com amor próprio, se complete. Há muito o que descobrir sobre si mesmo e sobre a vida.. então se apaixone por esta vida! carpe Diem ! Viva o hoje ! Mas faça isso com coração cheio de amor e de alegria, não queira partir ele outra vez ou partir o coração de um outro alguém. Toda vida é importante, não só a sua, não só o seu coração, faça isso e como consequência colherá bons frutos.

Nossa mente é incrível nós só não sabemos disso…

Eu de fato fiquei mesmo um bom tempo sem escrever, meu último post foi “você tem que se perder para então se encontrar”, estou aqui em constante evolução e sobrevivendo nos dias difíceis e talvez você também esteja. Há dias que, são mais sombrios e mais chuvosos, dias em que a dor está inquieta e barulhenta, mas também há dias de sol e de muita alegria, nesses dias o amor se faz presente pela manhã e fica até o dia acabar , a dor fica silenciosa e quase imperceptível. E são os dias de sol que nos deixam com a esperança de que teremos dias melhores e até uma vida melhor. Decidi não fazer planos e apenas vencer um dia de cada vez…

É fim de tarde e eu estou aqui escrevendo essas palavras com muito amor, ouvindo uma bela canção de Tonny Bennett e tomando um café fresco com a mesma conexão deliciosa de sempre que a escrita me traz. Sim, já não sou mais a mesma de um mês atrás e nem a mesma de ontem, estou em constante transformação, eu sou metamorfose ambulante ! Então meus amores com coração cheio de amor e alegria, digo a vocês com orgulho que o dia de hoje, eu venci… Até a próxima e lembre-se DESCONECTAR PARA CONECTAR !

“Você tem que se perder, antes de se encontrar.”

Quem eu sou? Quem eu desejo ser ? Ou quem eu deveria ser ? Foi assim que comecei este blog, a criação dele, “Quem sou eu ?! “. Há mais ou menos dez meses atrás eu tinha plena certeza de quem eu era mas, em meio a trajetória do meu processo de transformação eu carreguei esta mesma pergunta, após alguns desencontros com meu próprio “eu”. E sim eu também me perguntei por diversas vezes se isto é ruim, “se perder”. A resposta que encontrei foi; “É necessário se perder, para se encontrar”, ouvi estas mesmas palavras em lindas canções, poemas, filmes e até que eu mesma soube quanta verdade elas carregam.

Vivemos sempre em busca de algo nesta vida, e é no meio desta busca incessante que nós por muitas vezes nos perdemos. Mas às coisas acontecem como devem acontecer, são consequências de nossas escolhas, ações, decisões e são elas que nos define e que nos levam para o caminho da transformação. A sensação de se perder pode ser até dolorosa, quando alguém nos pergunta;”Quem nós somos” e nós não encontramos palavras para nos descrevermos, não temos plena certeza de nada, porque ainda não nos encontramos ou nos reencontramos… sim é frustante, até entendermos que estamos passando por um longo processo de transformação.

Quando eu disse que vivemos sempre em busca de algo é porque até mesmo está procura por quem somos, se torna uma busca em nossas vidas. É importante pra nós sabermos quem somos, nossa essência, o que nos define, e se perder faz parte de tudo isso, deste processo. Se questionar, se avaliar e se perguntar; quais são meus verdadeiros objetivos de vida ? o que meu coração realmente deseja? o que me faz feliz de verdade? Os meus sonhos são realmente meus ? Ou são o que os outros sonham para mim ? O que é importante ter ou fazer para alcançar a felicidade? Será que eu tenho valorizado realmente a “vida”? São questões como está que nos fazem enxergar nossos erros, aqueles repetidos erros que nos fazem andar em círculos, que nos trazem duras verdades sobre nós mesmos e que também nos ajudam a ir em busca de uma melhor versão de nós.

Esta busca é a nossa transformação, e cada detalhe deste processo é muito importante, pois nos traz sempre uma verdade sobre nós, uma resposta para o nosso livro de questões e o mais importante muitas descobertas sobre a vida, o que é viver, sobre as pessoas e como eu disse sobre nós. Um novo eu ou um reencontro com uma parte de si que se perdeu, mas que você encontrou graças a este processo. Nós vivemos em constantes transformações, somos verdadeiramente metamorfose e isso é bom, podemos mudar. 🙂

É como se estivéssemos em uma viagem , navegando no gigantesco mar que é a nossa vida e é tão importante se atentar aos detalhes, observar e entender o quanto a vida em si é importa e que viver uma vida feliz é bem mais simples do que imaginamos. O nosso tempo pode ser curto ou longo mas um dia ele acaba, então por que não viver nossos sonhos enquanto temos tempo? por que não construir laços de amor, de amizade? Ou refazer estes laços que se perderam ? Alguns talvez se foram, mas os que ainda estão aqui precisam de amor assim como nós precisamos ser amados, existem novas histórias, novas possibilidades, que esperam por nós!.

Nesta busca por respostas sobre mim eu encontrei mais do que respostas, mas um sentido para viver, e o segredo não está em conquistas materiais, em ter muito dinheiro, mas sim em tudo que encontramos vida e amor. Uma vez ouvi o Pastor Deive Leonardo dizer, que o segredo para viver uma vida de prosperidade, que não significa ter dinheiro , é o tanto que você investe em pessoas, na vida, o quanto você ama e ajuda o seu próximo. E eu compreendi isso de verdade, pois muitas vezes estamos em busca de uma carreira bem sucedida, em ter nosso carro, apartamento, uma vida estável e vivemos estressados, ansiosos, angustiados, amargos por dentro, vazios porque nos falta amor, nos falta vida.

Coisas estás que encontramos nos detalhes mais simples que não notamos, em um momento de lazer com a família, amigos, com quem amamos, aproveitando cada momento desta vida, tendo um tempo de qualidade. Ajudando alguém que necessita seja com alimento, dinheiro ou simplesmente sendo um bom amigo, dando uma força, sendo gentil, empático e sendo grato. É simples não é, nós que complicamos tudo, escolhemos sempre o caminho mais difícil, mas ainda sim aprendemos e como aprendemos não é mesmo ?!, porque é necessário se perder para se encontrar. 🙂

Lembre-se de observar a vida!

Porque é preciso se perder para se encontrar.
Então se perca em si mesma. Se perca se buscando.
A única procura que vale é a da felicidade, da sua felicidade, o resto vem na consequência pra te completar.
Porque, afinal, o amor acontece quando você está distraída. – “Hudson Baroni

Às vezes é preciso se perder para poder se encontrar. A felicidade não está em tentar evitar a infelicidade. A felicidade está em se amar ao máximo. –Hector e a procura pela felicidade

Cada vez que você faz uma opção está transformando sua essência em alguma coisa um pouco diferente do que era antes. – C. S. Lewis

Nesta profunda aceitação de seu ser natural está a semente de sua transformação. E quando ela vem por si mesma, então é um crescimento. – Osho

É preciso estar preparado para tumultuosas e intermináveis ondas de transformação. – Elizabeth Gilbert

O tempo é muito lento para os que esperam
Muito rápido para os que têm medo
Muito longo para os que lamentam
Muito curto para os que festejam
Mas, para os que amam, o tempo é eterno. – Henry Van Dyke

Filme: Questão de Tempo

“SÃO TEMPOS DIFÍCEIS PARA OS SONHADORES”

Filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”

Tempos difíceis… ” Por que será que eu não consigo escrever?, eu olho em volta vejo milhares de histórias”, li esta questão em umas das páginas que sigo, e me vi também fazendo a mesma pergunta e por enquanto não encontrei nenhuma explicação ou resposta e desde então me sinto até desapontada comigo mesma por não chegar a lugar algum.

Um escritor.. ele pensa, sente e logo então escreve, é a junção de sentimentos, pensamentos, idéias e até questionamentos, e muito do que observamos também. E às “palavras” quando escritas, ganham vôo.. elas dançam na ponta de nossos lápis !! E assim é com os pensamentos e as idéias, elas florescem em nossas mentes, se colocar isso em “cores”, veja isso como uma explosão de todas as cores mais vivas. Uma vontade pulsante de por tudo isto no papel, “por para fora”, esvaziar a mente o coração, bom pelo menos é assim que eu me sinto.

Foto dos meus rascunhos e escritas

Quando olho para o mundo a minha volta, eu observo às pessoas e suas ações, observo “a vida e tudo aquilo que tem vida”, leio os jornais, o suficiente para me manter informada e não morrer de tristeza! Os noticiários hoje ou melhor para não generalizar, algumas fontes apenas nos aterrorizam , só anunciam as desgraças deste caos que vivenciamos e nos deixam mais deprimidos, ansiosos e sem esperança!. Por isto eu só leio e vejo o que é necessário saber para se manter informada. No geral são muitas informações todos os dias, sobre assuntos de política, ciência, saúde, cidadania, educação e enfim, assuntos que são muito discutidos hoje, em redes sociais, no meio político, nos jornais, toda mídia em geral e principalmente na “boca do povo” que grita todos os dias por “Justiça” e outras coisas também.

É notável que há uma divisão no mundo, isto é um fato, e é esta divisão que gera às guerras, às discórdias a violência a desumanidade. Por estes dias eu peguei meu caderno de escrita, meu lápis e sentei… fiquei esperando uma resposta para tudo isso que estamos vivendo, para as coisas desagradáveis que leio e vejo observando às pessoas, e só me surgiu tristeza e mais nada.

Nós sempre tivemos a opção de “escolha”, de escolher nossa próxima atitude, o próximo passo. Temos a opção “ser pacífico” ou “ser violento”, “ser gentil” ou “ser arrogante”, “amar” ou “odiar”, “construir” ou “destruir”, “ser bom” ou ” ser ruim”. Nós escolhemos, e com base nestas escolhas somos definidos, personalidades são formadas, é o nosso processo de formação, mas a decisão de ser”é nossa. Eu fiz muitas escolhas em minha vida, algumas delas foram ruins ou até muito ruins infelizmente, mas eu aprendi com essas más escolhas, e nesta última fase até o momento eu escolhi “escrever”, decidi ser escritora no meu tempo livre, acho estranho ainda quando me chamam de escritora, porque comparado aos autores incríveis dos livros e poesias que já li, eu só sou uma amadora.. 🙂 eu escrevo o que sinto, o que observo, minhas idéias sobre às coisas, sobre minhas experiências.

Nesta minha escolha eu decidi não só escrever para esvaziar a mente, coloquei como objetivo.. ajudar as pessoas através da minha escrita, aqueles que necessitam de apoio, que se sentem sozinhos em determinadas situações, ou porque se sentem sozinhos na vida mesmo. Os que se sentem diferentes, os que sofrem com doenças psicológicas, as mesmas que resultam em suicídios ao redor de todo este mundo. Pessoas deprimidas, ansiosas, angustiadas, que sofrem com o passado o presente e o futuro. Pessoas que estão passando por um processo de transformação ou de formação e que precisam todas elas, dividirem suas experiências, e encontrar forças e apoio para continuar. Como uma motivação, uma inspiração, eu sempre faço questão de usar citações ou mesmo usar histórias de artistas, filósofos, sociólogos, psicólogos poetas, cientistas, autores bíblicos e sempre mencionando o Amor de Deus por nós seus filhos, para que se sintam amados e queridos e que se amem também. E foi sempre usando doses de amor, de esperança, sabedoria e tantos ensinamentos sobre a vida, que eu quis ajudar as pessoas a fazerem boas escolhas, buscarem por ajuda, buscarem uma versão melhor de si mesmas e a valorizarem o que há de bom e verdadeiro nesta vida.

Eu não sou e nem desejo ser melhor que alguém neste mundo, pois eu mesmo faço o possível para seguir o que escrevo. Eu só não posso, falar ou escrever sobre empatia e não praticar empatia no dia a dia, não é só pregar é exercer o que prega. E sou alguém em busca da minha melhor versão, decidindo o meu próximo passo, minha próxima escolha e por isto eu tento sempre nestas horas lembrar de seguir meus próprios conselhos. Até mesmo os mais difíceis para mim como “Perdoar”, estou trabalhando está questão em mim, exercer mais o perdão para que as mágoas e os ressentimentos possam ir embora, quando perdoamos e somos perdoamos tudo isto se vai, é necessário deixar o passado para viver o presente não é mesmo?!. Somos humanos e erramos, pois somos falhos, porém decidimos se aprendemos com estes erros ou continuamos sempre com a mesma desculpa de que errar é humano. Talvez falte humanidade nas pessoas, porque “ser humanotodos nós somos.

E quantas vezes eu me pergunto, por que escolhem a maldade? O ódio, violência, o desamor e tudo aquilo que destrói?!. As pessoas estão sempre reclamando que desejam um mundo melhor para se viver, mas a maioria delas sequer pensam em algum momento rever e mudar suas atitudes. Se queres uma mudança, comece por você, a mudança começa a partir de nós. O que penso muitas vezes, é que parte disto tudo que estamos vivendo, é resultado da maldade do próprio ser humano, é como se a terra tivesse implorando por socorro , é o ser humano a pior contaminação do mundo, destruímos o nosso próprio planeta, a nossa própria terra e todo ser vivo que existe nela.

Nestes últimos dias, li uma triste notícia sobre um ato violento e doloroso de racismo e a consequência deste ato, violência, pessoas saqueando os comércios, incêndios, foi um grito por “Justiça”, pela luta contra o racismo e nem da pra acreditar que ainda nos tempos de hoje existe isto. Mas, infelizmente cai na besteira de ler os comentários e não parei mais, milhares de comentários sobre os atos de violência, disseram “foi lindo”, “um orgulho”. Na minha opinião isto é um horror, vencer uma causa, com mais violência, roubos, incêndios não é algo para se orgulhar, por que não lutar com sabedoria, vencer com a verdade, com as mãos limpas e com amor ?!. A maldade não muda o mundo e eu não consigo ver algo bom nisto. E me perdoem se estiver errada, mas é o que penso.

O homem tem que estabelecer um final para a guerra, senão, a guerra estabelecerá um final para a humanidade.” – JOHN FITZGERALD KENNEDY

A guerra é sempre uma derrota da humanidade.”João Paulo II

“A violência jamais resolve os conflitos, nem sequer diminui suas conseqüências dramáticas.” – João Paulo II

Que ninguém faça ilusões de que a simples ausência de guerra, ainda que sendo tão desejada, seja sinônimo de uma paz verdadeira. Não há verdadeira paz senão vier acompanhada de equidade, verdade, justiça e solidariedade.” – João Paulo II

“O homem nasceu na barbárie, quando matar a seu semelhante era uma condição normal da existência. Se lhe outorgo uma consciência. E agora chegou o dia em que a violência para com outro ser humano deve ser tão abominável como comer a carne de outro.” – MARTIN LUTHER KING

“A guerra é a maior praga que assola a humanidade; destrói a religião, destrói as nações, destrói famílias. É o pior dos males.” – MARTINHO LUTERO

Se matamos uma pessoa somos assassinos. Se matamos milhões de homens, celebram-nos como heróis.”- SIR CHARLIE CHAPLIN

E ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; olhai não vos perturbeis; porque essas coisas devem acontecer; mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino: e haverá fomes e pestes, e terremotos em vários lugares. Mas todas essas coisas são o princípio das dores.”- JESUS DE NAZARÉ

Há uma inexistência de palavras muitas vezes, pois dor é um sentimento constante aqui dentro, se lágrimas pudessem ser descritas ou escritas eu teria milhares agora, no lugar daquela explosão de cores, há muitas interrogações, exclamações, muitos por quês, e por isto eu peço perdão a vocês pela minha ausência.. estou tentando lidar com essa bagunça aqui dentro. Pedindo a Deus sabedoria para estes dias, que não me falte fé e muito menos Amor… pois é o Amor que me move e me faz sentir viva!! Amor pela vida e por Jesus que é o princípio deste Amor, pelas pessoas , pelo o que eu sou, por este mundo mesmo em meio ao caos, pois é possível encontrar amor na natureza, nos animais, é possível achar o amor nas coisas simples da vida, que fazemos , nós detalhes e isso que me move, sou feliz por olhar e sempre encontrar Amor. Eu não desejo entristece-los com histórias tristes, quero continuar com minha luta em ajudar aqueles que necessitam, levar a esperança e o amor de sempre.

Dizem que aqueles que lêem muito, os que escrevem e brincam com as palavras transformando em lindas poesias e canções, os que pincelam às telas em branco fazendo uma dança com as cores mais vivas e que se transformam em lindas obras de arte, aquelas mesmas que penduramos em nossas paredes mas nem sabemos o que se passa por de trás delas. Enfim, dizem que todos estes são os que sentem demais , os observadores, os tristes e os felizes, os que fazem das tristezas as mais belas canções, artes, poesias e até uma linda dança.

É nestes dias sombrios, nestes tempos difíceis que sentimos muito mais até do que desejamos sentir. O suficiente para que nossos corações e mentes se acelerem por vez ou outra, mas é porque nós também somos humanos, mas muito mais “humano” do que só um ser neste mundo. São tempos difíceis, mas tenho fé que vamos tirar o melhor disto tudo, e que não nos falte mais amor, esperança e humanidade.

Talvez seja difícil compreender indivíduos que carregam tanta paixão dentro de si, pessoas que não se contentem em ser apenas mais uma etapa de uma produção em série. Os sonhadores não se contentam com o mundo como ele é, porque isso é sempre a decisão mais cômoda. Sonhadores não se satisfazem apenas copiando o mundo, pois eles possuem magia e esta lhes permite a audácia de construir novos mundos. A bem da verdade, não é fácil ser um sonhador em um mundo tão pragmático, onde as emoções são apresentadas no plano cartesiano, como se tudo que sentíssemos pudesse ser mensurado através de fórmulas matemáticas. Não é fácil porque toda vez que decidimos alçar vôos mais altos, tratam de cortar as nossas asas, já que quem caminha uma vez pelo céu, jamais vai se contentar com o interior de uma gaiola. (Erick Morais)

“Enquanto houver um louco, um poeta e um amante haverá sonho, amor e fantasia. E enquanto houver sonho, amor e fantasia, haverá esperança”. (William Shakespeare)

O mundo é grande, a vida é curta, o tempo é breve. (Antonio Francisco)

O tempo passa depressa demais e
a vida é tão curta. Então — para que eu não seja engolido pela voracidade
das horas e pelas novidades que fazem o tempo passar depressa — eu
cultivo um certo tédio. Degusto assim cada detestável minuto. E cultivo
também o vazio silêncio da eternidade da espécie. Quero viver muitos
minutos num só minuto.
in Um Sopro de Vida (Clarice Lispector)

Não duvide do valor da vida, da paz, do amor, do prazer de viver, em fim, de tudo que faz a vida florescer. Mas duvide de tudo que a compromete. Duvide do controle que a miséria, ansiedade, egoísmo, intolerância e irritabilidade exercem sobre você. Use a dúvida como ferramenta para fazer uma higiene no delicado palco da sua mente com o mesmo empenho com que você faz higiene bucal. (Augusto Cury)

Tem sido dias difíceis para todos nós, o tempo se acostumou a correr, e sei que esse é o desespero de muitos. Aquela sensação ruim de que perdemos metade de um ano, e não somente o ano, são vidas sendo perdidas, laços sendo desligados , desfeitos, muita dor, angústia e o tempo e a vida sendo perdidos para muitos de nós. Durante estes dias, semanas, e agora meses, tivemos muito tempo para pensar sobre o valor que tem “a vida”, não só a nossa, mas a de todo “ser humano e ser vivo” deste mundo. Hoje, nem o dinheiro ou os bens materiais pode nos beneficiar ou nos diferenciar perante a esta doença, que não escolhe classe social, cor ou comunidade. Somos todos iguais e nossas condições também são , dependemos uns dos outros, e acima de tudo precisamos ser conscientes.

Sei que manter a sanidade e o equilíbrio nestes dias de quarentena, tem sido muito difícil. Para aqueles que sofrem de ansiedade, depressão, síndromes, que são doenças psicossomáticas, está crise , é como uma bomba prestes a explodir torturando a cada toque do relógio. É uma tortura angustiante, dói, e a sensação é como se fôssemos morrer a qualquer momento, a angústia invade o nosso peito de uma forma que nos falta o ar para respirar. É triste, e por isto é necessário ser forte, é necessário se ajudar e buscar ajuda neste momento, pois sabemos que não somente o vírus, mas tantas outras doenças, são responsáveis por tantas mortes que continuam acontecendo. O mundo pede por socorro, e nós podemos salvar vidas, não só as nossas, mais muitas vidas.

Fazendo a nossa parte, cuidando da nossa saúde, de nossas famílias e ajudando as famílias necessitadas. A fome é uma realidade e não só passou a existir agora, mas esta pandemia fez com que isto realmente fosse levado a sério. Ninguém deseja morrer de fome, e quando nós pensamos em nossos familiares, não queremos que a dificuldade a dor atinja eles, e só de imaginar, já nos aperta o peito. Somos tomados pela culpa, por que será que nunca pensamos nos tantos homens, e mulheres, crianças, idosos, famílias que morrem de fome, de desnutrição todos os anos? São humanos, como nós, famílias como as nossas, uma simples ação, uma doação, um ato de amor, de solidariedade é capaz de mover , de mudar o mundo. Demorou muito para que a empatia, o amor pelo próximo, a solidariedade, fosse compreendido de verdade, e só compreendemos porque também estamos sujeitos a passar pelo mesmo, é a empatia fazendo efeito, se colocar no lugar do outro. Então, não espere nunca um momento específico para ser gentil, ser solidário, empático, se você puder ajudar faça isso de coração e o mundo agradece, precisamos de boas ações, de bondade de amor e não por determinado tempo mas por tempo indeterminado, sempre.

Ajude os doentes, os ansiosos, depressivos, que sofrem de alguma doença psicólogica, mesmo com distanciamento, conversem, compartilhem suas idéias, façam vídeos chamadas, liguem, escrevam, cantem. Tivemos notícias recentes de suicídios, as pessoas, se sentem sozinhas, abandonadas, eu sei como essas doenças invadem os nossos pensamentos, o nosso subconsciente, e como tira a alegria, o ânimo e a vontade de viver. Mas, não é esta a verdade, existe uma cura para todas essas doenças , e essas pessoas precisam saber o quanto a vida é importante, que a esperança vive, e que há muito para se viver, e mesmo que elas não encontrem o amor, em suas famílias ou relacionamentos, elas podem e devem se amar, terem amor pelas suas vidas, e que existem pessoas que estão dispostas a ensinar, ajudar a encontrar este amor e os melhores remédios naturais da vida para estas doenças. E a arte é uma delas, a dança, a música, as pinturas, artesanatos, a escrita e toda forma de arteterapia. Ela é leve, doce, e calma como uma poesia, tem o poder de curar, é uma calmaria nesta tempestade em que estamos passando.

Seja qual for a sua crença, acredite que ela é importante. Eu particularmente acredito em Deus e tudo que provém dele, acredito em suas escrituras e claro que ainda continua operando milagres. Assim como acredito na ciência, e que o mesmo Deus é quem capacita os homens com força, sabedoria, paciência, conhecimento, para que busquem uma possível cura para esta doença, e tantos outros meios já avançados da medicina que ajudam na melhoria de algumas das doenças já existentes. Digo isto, pois eu ouvi em algum lugar, alguém fazendo com que as pessoas ensinassem os seus filhos a acreditarem somente na ciência, e dizendo que ser dependente emocionalmente de Deus era totalmente errado , eu discordo deste pensamento, o amor de Deus é tão importante quanto ter conhecimento, e ser sábio é saber discernir. Se compararmos a Dependência Emocional com o amor ágape, o amor do tipo de Deus, podemos perceber com clareza a diferença entre a dependência e amor.

Amor Ágape

É derramado pelo Espírito Santo em nossos corações

É paciente e benigno, Não arde em ciúmes

Não se ufana, não se ensoberbece

Não se conduz inconvenientemente

Não procura seus próprios interesses

Não se exaspera (irrita)

Não se ressente do mal

Não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade

Tudo sofre, Tudo crê

Tudo espera, Tudo suporta

Dependência emocional

Surge a partir de carências emocionais não tratadas

É extremamente impaciente e pode prejudicar as pessoas envolvidas

Preocupa-se com aparências e necessita ostentar a todos que há uma intimidade e familiaridade, necessita marcar território

Necessita de recompensas e está sempre esperando por elas, caso não aconteça pode cobrá-las.

Não reconhece limites, podendo deixar terceiros constrangidos em sua presença.

Irrita-se com facilidade.

Não se preocupa se outras pessoas estão sendo prejudicadas por causa de sua dependência, tem forte tendência à manipulação, não consegue enxergar a si mesmo, a outras pessoas e circunstâncias de forma realista.

É desconfiado

É imediatista

Não aceita ser contrariado, o que pode levar a pessoa a cometer suicídio ou mesmo assassinato.

Quando compreendemos o verdadeiro amor, tudo que é falso amor em nossas vidas é desmascarado. Enfim, o Amor e a dependência emocional de Deus é algo que transforma, traz paz, paciência, sabedoria, mansidão e precisamos disto em tempos difíceis não é? Ter fé não é nenhum pecado! Depender de um Amor que é capaz de transformar vidas, curar, salvar não é nenhum pecado é? Pelo contrário é um bem para vida. Mas, os meus filhos terão o livre árbitro para escolherem em que e o que acreditarem, mas, devo contar a eles sobre o AMOR e sobre a maior prova de amor e única que nos foi dada.

O Amor deve ser compartilhado sempre. A vida nos ensina muita coisa, e ela tem feito isto surpreendentemente, quanto mais o tempo passa, mas nós queremos correr, andar, respirar, tocar, abraçar, gritar ! Nós descobrirmos o quanto amamos às pessoas , a vida e o lugarzinho que vivemos, o quanto sentimos falta de viver ! De poder caminhar tranquilos, e respirar sem medo, de sentir o sol, as gotas pesadas da chuva, sentimos falta do vento soprando as árvores, as folhas caindo, de ler um livro em algum lugarzinho. Sentimos falta daquele toque das mãos, do abraço apertado, do beijo e de tudo que fazia parte da nossa rotina. A vida é um presente!! Ficar em casa tem sido tão ruim porque, só agora descobrimos o quanto amamos á nossa vida.

Por isto eu com toda certeza digo que é importante ter fé e acreditar que vamos vencer está batalha, vamos enviar mensagens de força e toda positividade para os médicos, cientistas, enfermeiros, e todos aqueles que estão na linha de frente lutando pela vida de todos nós e colocando suas vidas em risco . Eu oro sim por eles, e pelas vidas hospitalizadas, pelas famílias que perderam seus entes queridos ou que estão passando por isso. Que sejamos resilientes agora, e possamos sair desta melhores. Compartilhe Amor sempre. Seja gentil sempre e o mundo será melhor.

“Enquanto houver vida, há esperança ”