Sentimentos e Emoções !

Hoje o assunto nada mais é sobre o que vivenciamos “sentimentos e emoções”, e por que eu quis falar sobre isto? porque nossa vida se resume a isso basicamente, ontem foi um dos dias mais importantes para mim “Dia 29 de Outubro dia Nacional do Livro” e o que isso tem a ver ? todo mundo sabe que eu sou fã de leitura, e alimentar a minha mente é o que eu faço, quanto mais eu leio mais eu adquiro conhecimento sobre diversos assuntos, e conhecimento como sempre digo nunca é demais. Este mês eu li um livro novamente que justamente tem um valor “sentimental” para mim pois é uma história real, e descobri no decorrer dos capítulos que existem muitas coisas em comum com o que eu vivi e ainda vivo hoje, nome do livro é “Comer, Rezar, Amar ” da autora Elizabeth Gilbert, eu não vou resumi aqui o livro mas ele retrata praticamente isso, emoções e sentimentos. E foi por isso que eu quis escrever sobre isto, eu pensei neste livro ontem e na minha situação atual o dia inteiro e vou deixar no final do artigo algumas citações do livro, mas primeiro eu vou passar para vocês como a psicologia explica a diferença entre “Emoção e Sentimento ” colocando aqui alguns trechos de artigos dos quais eu li.

Emoções: As emoções são respostas de nível inferior que ocorrem nas regiões subcorticais do cérebro, da amígdala e dos córtices pré-frontais ventromediais, criando reações bioquímicas em seu corpo e alterando seu estado físico. Paul Ekmann, um dos primeiros psicólogos a pesquisar as emoções e a linguagem corporal, reconheceu as emoções de tristeza, alegria, raiva, desprezo e nojo. O que elas têm em comum é que são reações diretas e rápidas à circunstâncias do ambiente e da vida.

Sentimentos: (Amor, Felicidade, Ódio e Inveja) Já os sentimentos se encontram em outro lugar do cérebro, nas regiões neocorticais. Eles representam reações e associações às emoções e são influenciados por fatores como experiências pessoais, memórias e crenças. Os sentimentos seguem as emoções, envolvem processos cognitivos e ocorrem, muitas vezes, de forma subconsciente. Ou, nas palavras da neurocientista Dr. Sarah Mckay: “Emoções ocorrem no palco teatral do corpo. Sentimentos ocorrem no palco da mente.”

Podemos entender que, como há diferenças entre emoções e sentimentos, a forma de gerenciar essas experiências é diferente. Enquanto as emoções requerem um momento de desconexão (por exemplo, para evitar aumentar a raiva e perder o controle), os sentimentos precisam ser ouvidos e redirecionados (o que está acontecendo comigo? O que posso fazer para melhorar minha situação?). O objetivo é que você saiba como diferenciá-los para que alcance uma maior inteligência emocional, seja mais reflexivo e evite arrependimentos.

Essa foi uma breve explicação sobre o assunto, porque a psicologia é um estudo sobre nós… mas o que nos deixa claro é que os sentimentos são resultados das nossas emoções, e eu me peguei pensando se seria possível controlar essas emoções pois assim como eu existem pessoas ansiosas demais e é uma tortura você não conseguir fazer nada com relação ao que sente, mas a resposta está aqui na nossa mente… e eu me lembrei do livro porque em um trecho há um diálogo entre os personagens assim;

” – Sinto sua falta.
– Então sinta minha falta. E me mande amor e luz toda vez que pensar em mim. Depois esqueça. Não vai durar pra sempre, nada dura.” Parece triste mas as emoções podem ser controladas desta forma, se sentir saudade de alguém que deixou de fazer parte da sua vida por algum motivo… Sinta! Sinta Mesmo ! e faça isso mande luz quando se lembrar dele(a) mesmo se ele(a) te fez mal, tenha controle das suas emoções porque tudo é passageiro, eu terminei um relacionamento de anos e passei por todas estas fases, a dor, raiva, tristeza, saudade… foram processos que tive que passar, e eu cito aqui outro trecho do livro ” Às vezes perder o equilíbrio por amor faz parte de uma vida equilibrada
“. Mas não perca o controle de tudo, não se diminua para caber dentro do coração da vida de alguém que nem te convidou para fazer parte da vida dela, lembre-se de quem você é do tamanho da tua intensidade e seria um erro consigo mesmo se prejudicar tanto por alguém que não merece essa tua intensidade…

Eu digo estas coisas porque somos humanos e sentimos, perdemos o equilíbrio algumas vezes mas superamos, seguimos em frente a vida nos torna forte nos ensina através das emoções e dos sentimentos e assim que é… tudo é passageiro ! e eu termino com algumas frases favoritas minhas do livro e que talvez te deixe curioso pra ler também.

” O importante é viver e ser feliz mesmo que isso signifique deixar tudo pra trás e recomeçar, pois na vida e no amor as conquistas são feitas todos os dias.”

“É melhor viver o seu próprio destino de forma imperfeita do que viver a imitação da vida de outra pessoa com perfeição.”

“Aprenda a lidar com a solidão. Aprenda a conhecer a solidão. Acostume-se a ela, pela primeira vez na sua vida. Bem-vinda à experiência humana. Mas nunca mais use o corpo ou as emoções de outra pessoa como um modo de satisfazer seus próprios anseios não realizados.“

“Há momentos que temos que procurar o tipo de cura e paz que só podem vir da solidão.”

“Olhe o mundo através do seu coração, assim encontrará Deus.”

“tem que aprender a escolher seus pensamentos da mesma forma que escolhe suas roupas todos os dia, trabalhe sua mente é a única coisa que deve controlar porque se não dominar seus pensamentos terá problemas sempre.”

É isso meus Lindezos eu espero que tenham gostado do artigo e das citações, que inspirem vocês a ler, a ter controle de suas emoções a refletir sobre seus sentimentos, seja qual for a situação que estejam passando na vida de vocês hoje, compreendam que será passageiro que são fases da vida e que novas fases virão e que vocês estarão mais fortes, maduros, moldados, e com as emoções controladas para que haja sentimentos bons e duradouros que te elevem como a Felicidade e mesmo o Amor. 🙂

Vencer ou Viver ?

Vencer ou viver? Foi uma questão que dessa vez a minha mente tão cheia de pensamentos e reflexões me fez, o que eu quero dessa vida? o que eu preciso fazer para me sentir feliz? será que vencer é sempre a resposta? o caminho para felicidade? tantas questões que circulam dentro do nosso subconsciente e nos fazem se sentir confusos, perdidos e exaustos de tanto tentar procurar por uma resposta. Essa semana eu vi um vídeo em meu facebook um tanto quanto reflexivo de um artista plástico, na descrição infelizmente não tinha o nome dele , mas esse vídeo veio naquela hora certa que eu precisava, procurava por respostas em uma das crises de ansiedade que sabemos o quanto é desesperador, o coração acelera a mente não para, não te deixa dormir, não te deixa comer, não te deixa viver em paz. Esse artista ele fala sobre o controle que o governo tem sobre nós, e sobre como somos manipulados pela mídia, sobre religião, sobre patrimônio, educação enfim, uma pessoa que antes de ser artista é um ser humano repleto de sabedoria, e acredito que a arte tenha colaborado para isto, porque a arte em si ela nos leva a pensar, refletir e querer saber mais sobre as coisas, e conhecimento nunca é demais, conhecimento é poder uma porta para o mundo, conhecimento nos faz crescer pessoalmente, espiritualmente em todos os sentidos pois ele expande nossa mente e nos dá esse dom da sabedoria, ser sábio em diversas situações por ter conhecimento em diversos assuntos.

No vídeo ele fala sobre essa questão de vencer ou viver, porque muitas vezes para vencer nós passamos por crises, dores, e a tristeza ela toma a maior parte dessa jornada em vencer, e pessoas estão envolvidas nesse entristecimento eu não falo aqui no geral, mas nós sabemos o quanto a maldade domina as pessoas como eu já abordei aqui, e quantas vezes testemunhamos pessoas vencendo na vida mas por trás dessa vitória pessoas tiveram que ser humilhadas, feridas, pisadas para que aquele alguém vencesse !? Dentro da política do mundo inteiro é assim, eles ganham em cima do nosso sofrimento, vencem porque tem o controle sobre nós, os mais ricos sempre estão na frente e os pobres trabalham para sustentar todos eles, porque somos nós que contribuímos, somos nós que movimentamos a economia é o nosso trabalho nosso dinheiro, mas os direitos nunca vão ser iguais ! Os pobres nunca terão o mesmo acesso a universidades, escolas, hospitais que os vencedores tem. E é isso que ele relata no vídeo, a realidade do que vivemos, da nossa luta diária para conquistar algo na vida, quantas crises suportamos?, tristezas, e deixamos de viver o melhor da vida?, esquecemos de sorrir, de abraçar, de amar, de ajudar, de perdoar, de ser livre, de se proporcionar momentos de alegria com a família, com os amigos com quem amamos esquecemos DE VIVER !

Porque vencendo ou perdendo o fim é igual para todos, vamos morrer um dia… e o que vai ter sido mais importante ter vencido ou ter vivido ? é claro que desejamos coisas, bens, e ser bem sucedido e ser alguém e isso não é errado, vencer não é errado mas deixar de viver em busca disso é. Na minha opinião, hoje deixar de viver para conseguir algo e só ter o prazer de ter vencido é tão errado, porque você vence na vida quando ajuda o próximo também, você vence na vida quando decide dar valor para as pessoas que você ama, você vence quando você perde porque você aprende, você vence quando sobrevive as crises de depressão e ansiedade e todas as outras doenças, vence quando recomeça… e desse jeito você vence, vivendo da melhor maneira possível ! E a vida vai ter valido muito a pena, a dor não vai cessar, porque a dor faz parte da nossa vida mas com certeza ela terá menos dias nesse espaço de tempo, quando você sorri para a dor é como se ela se sentisse envergonhada e ela vai embora aos poucos, a felicidade e a paz que tanto procuramos já reside dentro de nós, só basta se permitir encontrar .

Só basta vencer, mas sem nunca esquecer de fazer isso vivendo ! Vença sim, vença o mal fazendo o bem, que o mesmo bem voltará para você. Por hoje é isso, eu desejo um excelente final de semana a vocês meus lindezos e espero que tenham gostado do post de hoje, até a próxima.. um beijo grande no coração de cada um ❤ 🙂

Autoestima (Pt 2: Dicas)

  • Ser mais construtivo e pensar positivo : Em um momento de aflição ou de emoção mais intensa, procure despertar o pensamento positivo. Assim, você consegue modificar a forma de interpretar suas experiências por uma maneira diferente de lidar com as diversas circunstâncias, Automaticamente, você vai se sentir mais confiante e seguro.
  • Valorizar a si mesmo para resgatar a autoestima: Aceitar-se com todas as falhas e imperfeições e vibrar com as pequenas conquistas do dia a dia é muito importante. Seja nos relacionamentos no trabalho, seja em outras áreas de sua vida, tenha menos expectativas perante as atitudes e julgamentos dos outros. Essas são algumas das maneiras que podem te ajudar a resgatar sua autoestima. Complexos de inferioridade e falta de referências familiares podem afetar a sua autoconfiança, porém, esses quadros podem ser revertidos por meio da compreensão dos próprios limites e exercícios de afirmação pessoal. Portanto, afaste ideias que insistem te atormentam acerca do julgamento alheio sobre você e tenha em mente suas forças e conquistas. Procure ser bom, sobretudo, dentro das suas concepções, e não nas dos outros.
  • Evitar fazer comparações: Reveja sua essencialidade constantemente e procure conhecer seus defeitos e qualidades, buscando aprender que cada ser humano tem suas próprias características
  • Aprender a lidar com as frustrações da vida: Os “nãos” da vida, as portas fechadas e as limitações são situações de muita frustração. Entretanto, cada pessoa reage de uma maneira diferente diante das mesmas situações e experiências. Por isso, é muito importante estar aberto às mudanças de comportamento para superar as frustrações. Encare as frustrações e dificuldades de sua vida como desafios e procure aprender com cada situação que você vivencia, para que, ao final de um processo difícil, você saia fortalecido e maduro.
  • Passar mais tempo com as pessoas que gosta: O sentimento de “pertencer” significa que precisamos nos sentir como parte de um lugar ou de um grupo de pessoas e, ao mesmo tempo, considerar que eles também fazem parte de nós. Ele é um dos pilares da autoestima que faz você se sentir bem e satisfeito pelo simples fato de estar cercado de pessoas que você gosta. Procure encontrar uma oportunidade durante o dia para estar com sua família. O acolhimento que ela proporciona é renovador e auxilia no crescimento da autoconfiança, além de ser considerado essencial para se ter sucesso na vida. Reserve um tempo no mês ou na semana, dependendo da sua disponibilidade, para encontrar amigos e socializar com eles.
  • Ter convicção dos seus objetivos: Toda realização começa com as metas que elaboramos em nossa mente. Quando refletimos o quanto somos capazes de alcançar nossos objetivos, a autoestima nos impulsiona a pensar mais e melhor. Portanto, utilize todos os seus recursos mentais para visualizar o que você almeja.
  • Conversar com um profissional de psicologia: Consultar com um profissional da área de psicologia é uma das soluções mais acertadas para resgatar a autoestima. Não deixar a situação piorar! Procurar a ajuda de um psicólogo pode reduzir seu sofrimento ou até eliminá-lo de uma vez por todas da sua vida. É necessário também que você faça uma reflexão pessoal do quanto a situação está — ou não — em seu controle para jamais permitir que um grau depressivo seja alcançado. Para isso, busque uma orientação adequada.

Então é isso pessoal, espero que esse artigo tenha ajudado a entender e a lidar melhor com sua autoestima, que te motive a melhorar, a ajudar a se compreender e principalmente se aceitar, rejeitar as críticas não construtivas e prosseguir para sua evolução emocional, profissional, física enfim em todas as áreas relacionadas a sua vida, pratique o amor próprio sempre, seja feliz consigo mesmo e melhore por si mesmo. Se Ame se queira bem e se Faça bem, por hoje é isso .. Beijooos nos corações de vocês meus lindezos 🙂

Autoestima !

O que é Autoestima:

Autoestima é a qualidade que pertence ao indivíduo satisfeito com a sua identidade, ou seja, uma pessoa dotada de confiança e que valoriza a si mesmo.

Eu voltei meus Lindezos!! 🙂 E hoje para falar sobre um assunto que também tem muito a ver com nosso lado emocional e sobre como isso afeta as outras áreas da nossa vida no dia a dia, e eu começo contando um pouco da minha experiência sobre esse assunto. Por muitos anos eu tive um problema sério com minha autoestima e confesso que ainda estou trabalhando muito isso em mim, foi um processo de aceitação que não foi nada fácil, mas a verdade é que uma pessoa com problemas com a autoestima ela tem dificuldades de se relacionar com outras pessoas por se sentir inferior, eu era uma pessoa que como já contei aqui passava por problemas diversos que afetavam a minha saúde física e emocional. Eu cheguei no nível da obesidade que já não conseguia ver mais nenhuma qualidade em mim, e a confiança que dava para os comentários maldosos era o que mais me afetava, e mais pra baixo eu me sentia, achava que não tinha um emprego porque era obesa, que meu namorado(ex agora haha) tinha pena de mim, que minha família tinha vergonha de mim, eu quase não saia, não tirava fotos enfim.Foi doloroso demais pois eu me isolei, fui me afastando das pessoas e me tornando uma pessoa deprimida.

A obesidade ela pode desencadear por diversos fatores não necessariamente porque a pessoa come demais, mas a mensagem que eu quero passar para vocês é que seja a pessoa obesa, magra, negra, branca, pequena, alta etc o que importa realmente é como nós nos sentimos em relação a nós mesmos, que o nosso interior precisa ser trabalhado primeiro antes de qualquer outra coisa, seja a pessoa como for ela precisa se sentir feliz, amada por si mesmo. E esse foi um processo difícil para mim porque eu não conseguia enxergar minhas qualidades, era mais fácil amar outra pessoa e achar ela extremamente maravilhosa em todos os sentidos do que a mim mesma, mas quando eu passei a praticar o amor próprio depois de recomeçar , quando eu me aceitei, as demais coisas foram consequências. O meu humor mudou passei a sorrir mais, me divertir, conviver melhor com as pessoas ao meu redor, eu me sentia feliz passei a me cuidar a tratar do meu interior e do meu exterior não para as pessoas mas para mim mesma, para minha saúde física e mental, e o melhor de tudo, foi apertar aquele botãozinho “dane-se” haha’ não importa o que os outros pensem ou falem de você, eu passei dar menos confiança para comentários negativos, críticas nenhum pouco construtivas e isso muda tanta coisa dentro de nós e pra melhor.

Eu consegui e ainda trabalho isso cada dia mais em mim, sabe depois do ensaio fotográfico que fiz quando recebi as fotos eu disse para o meu fotógrafo “você usou uma tonelada de photoshop fala a verdade ?” e ele me respondeu “Gabi, eu estou falando a verdade é você aqui natural eu só mexi com as cores, começa a se aceitar ” .. quando ele falou aquilo e olhei as fotos de novo eu comecei a chorar, porque era eu mesma de um jeito que eu nunca vi ! e pela primeira vez eu tive orgulho de ser quem eu era e me senti feliz de verdade porque as fotos me passava isso, eu estava tão feliz fazendo aquele ensaio e lembro da sensação como se fosse hoje do frio na barriga do medo e depois da confiança que passei a sentir em mim mesma, da alegria dos sorrisos sinceros, do quanto eu estava me amando naquele momento e novamente depois vendo as fotos. Foi um momento marcante na minha vida .. a minha aceitação, minha autoestima voltando com toda força e alegria. Eu quero deixar no próximo post para vocês algumas dicas sobre como melhorar a sua autoestima com base em um dos artigos do qual eu li e espero realmente que se alguém sofre assim como eu sofri que esse artigo sirva de incentivo para você. 🙂

A MALDADE HUMANA

Por que eu resolvi falar sobre esse assunto? porque realmente existem pessoas maldosas, ruins, egoístas, sem coração e etc… e são os seres mais complicados de se lidar, conviver e confiar, e para quem tem tanto amor para doar, lutar contra a maldade as vezes é um tanto quanto exaustivo, alguns chegam a adoecer.. e eu sei o quanto é doloroso e cansativo essa luta diária contra a maldade do ser humano, de pessoas as vezes tão próxima a nós, família, amigos, no trabalho .. enfim a maldade ela nos cerca o tempo todo, ela está por todo este mundo e agindo nas mentes das pessoas para que pratiquem o mal, machuquem, matem, roubem, que haja com injustiça e tantas outras atrocidades. Eu não sou formada psicologia e tão pouco sei sobre o assunto, mas hoje pela manhã eu li um pequeno texto que diz assim ” já me disseram que café faz mal, que ataca gastrite e que escurece os dente, pois vou contar um segredo: a maldade faz mal, problemas atacam gastrite e tristeza, escurece sorrisos, coitado do café, tem tanta coisa pior”. É reflexivo e por isso me fez pensar tanto, por ser tão real, as pessoas nos adoecem, nos matam não só a tiros, facadas, mas por dentro, nos ferem com palavras, atitudes e assim tem sido, idas e vindas, pessoas indo e outras chegando mas também se ferindo .. e a maldade crescendo, quem é ferido vai se cansando e as doenças vão ganhando espaço nesse mundo sombrio sem Amor. Eu pesquisei e li bastante sobre o assunto e logo abaixo eu coloco alguns trechos de um dos artigos dos quais eu li.

Somos produtos do mal? Você pode achar que é loucura dizer que somos produto do mal, mas basta olhar o mundo lá fora, ler o jornal ou ouvir o rádio para comprovar a maldade humana. A humanidade é propensa ao mal e se nos deixarmos guiar pelos nossos instintos, as consequências serão desastrosas.

A sociedade harmoniza os nossos instintos agressivos : A sociedade é formada por todos nós. É uma máquina que segue um padrão de conduta para que tudo funcione corretamente. Dependemos do vizinho ao lado, queremos que ele “se comporte bem” e não nos incomode à noite com música alta para que não haja discussões. Meu colega de trabalho espera que eu responda ao seu “bom dia” para que isso não afete o seu humor, caso sua saudação não seja respondida. Algo tão simples pode aumentar sua testosterona, é provável que me insulte, comente com os colegas e isso se transforme numa corrente negativa. A serotonina acalma os piores instintos humanos, enquanto a testosterona leva muitos homens a cometer os piores crimes. Basta uma faísca. Não sejamos nós essa faísca.

A luta contra a besta interior: Não podemos esquecer que temos sangue nas veias e às vezes agimos sem pensar. Um insulto, um ataque contra a nossa integridade física, uma discussão, podem nos levar a perder a paciência em algum momento da nossa vida. Pode ser que nós mesmos, querendo ou não, façamos algo considerado inadequado para uma vida em sociedade. Um estudo recente da universidade chinesa de Beihang, descobriu que a raiva é a emoção que recebe mais apoio nas redes sociais, enquanto que os textos que relatam alegria e felicidade passam despercebidos. Existem momentos em que nos sentimos derrotados: sentimos raiva, falamos mal dos outros, olhamos com maldade e nos deixamos levar pelos nossos instintos. Isso prejudica a nossa relação com os outros, o nosso desejo de felicidade e a vontade de viver. Portanto, aqueles que carregam uma besta dentro de si devem ser mais cautelosos, cuidadosos, pacientes, doces e às vezes condescendentes, para não entrar em conflito com as pessoas que encontrarem pela frente.Vencer nosso inimigo interior é uma luta diária

Então eu finalizo esse post com uma citação de Martin Luther King Jr, e é uma das quais mais gosto e também é um assunto que eu sempre tenho falado. “O homem deve encontrar uma solução para qualquer conflito humano, rejeitando a vingança, a agressão e a retaliação; a base dessa solução é o AMOR ”.

Monte castelo/ Legião Urbana

É só o amor, é só o amor
Que conhece o que é verdade
O amor é bom, não quer o mal
Não sente inveja ou se envaidece

Ainda que eu falasse a língua dos homens
E falasse a língua dos anjos
Sem amor, eu nada seria
….

Dia Mundial da Saúde Mental

Saúde mental é um conceito vago que engloba desde transtornos como dislexiaautismo, síndrome de Down, demência senil, depressão, que se manifestam de diferentes formas e com diferentes sintomas, até distúrbios psicológicos e de comportamento – ansiedade e estresse, por exemplo – diretamente relacionados com as condições de vida impostas pela sociedade atual.

Hoje eu quero falar novamente sobre este assunto que infelizmente é um dos assuntos mais comentados nos jornais, entre amigos, família, nas escolas e universidades pois o aumento das doenças psicossomáticas tem sido cada vez maior e assustador levando a suicídios, que causam muita dor para famílias e amigos, eu já falei aqui no blog sobre este tema e não quero ser repetitiva mas hoje é um dia que muitos talvez não saibam ” O Dia Mundial da Saúde Mental” e por que não falar sobre isso quando é o que vivenciamos atualmente, cuidar da nossa saúde mental hoje é essencial para sobreviver ao caos que vivemos no dia a dia. A ansiedade e a depressão elas andam juntas e elas trabalham o tempo todo dentro da mente e afetam todo sistema do nosso corpo, tirando o apetite, ânimo, tudo vai se esvaindo e a sua saúde mental e física também sem você perceber ou até querer tirar a própria vida, ouvimos muitas vezes sobre o “câncer” que é uma doença silenciosa, quando dói é porque já está em um nível avançado e a depressão e a ansiedade é exatamente assim, ninguém sabe que seu amigo tem depressão até você receber a notícia de que ele se matou na madrugada! e você diz “Mas eu estava com ele ontem e ele estava super bem e rindo ” e essa é a hora que dói, mas antes de doer em você, doeu mais nele viver todo tempo com aquilo sem saber o que fazer, sendo traçado, sugado por essa doença maldita que alguns seres humanos são capazes de dizer “FRESCURA” era frescura até ele se matar e você entender que era depressão e que não ! depressão e ansiedade é DOENÇA ! e que nosso cérebro precisa de cuidado de ser alimentado.

O Brasil tem números alarmantes de indivíduos com depressão e transtornos de ansiedade. Dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) mostram que 5,8% dos brasileiros (cerca de 12 milhões de pessoas) sofrem de depressão. É a maior taxa da América Latina e a segunda maior das Américas, atrás apenas dos Estados Unidos. Em seguida, aparece a ansiedade, que afeta 9,3% dos brasileiros (cerca de 19,4 milhões), e faz com que o Brasil ocupe o primeiro lugar da lista de países mais ansiosos do mundo. Os transtornos ansiosos incluem fobia, transtorno obsessivo-compulsivo, estresse pós-traumático e ataque de pânico. Sim gente nós somos muitos ansiosos, estressados, e as causas são diversas como trabalho excessivo, problemas no relacionamento, na família, doenças físicas e etc e isso nos causa uma exaustão mental, nos tira a força, e eu sei bem sobre o que estou falando pois passei por isso e ainda lido com isso, hoje estou me ajudando a manter esse equilíbrio entre mente e corpo, cuidando da saúde de ambos os dois e é por isso que eu leio tanto e estou sempre em busca de mais conhecimento para que eu possa me desenvolver melhor e passar um pouco para vocês do que eu aprendo e ao mesmo tempo ajudar pessoas que assim como eu também passou por processos dolorosos, traumáticos e talvez lendo o que escrevo aqui, como tem sido essa recuperação para mim, também incentive pessoas a querer ser ajudado, se ajudar primeiramente e cuidar da sua saúde mental que já é o primeiro passo e tanto eu como o mundo agradecerá por vidas serem salvas, depressões e ansiedades serem curadas ! eu desejo viver hoje levando amor as pessoas mesmo após toda dor que passei, porque eu precisei de amor e ainda preciso e vou dizer outra vez e quantas vezes forem necessárias até que as pessoas entendam realmente que o Mundo precisa de AMOR e menos DOR.

COMO CUIDAR DA SAÚDE MENTAL? 

  • Passe mais tempo com sua família e amigos e se distancie um pouco das redes sociais, crie momentos, memórias boas isso fará bem.
  • Faça atividade física, os benefícios da atividade física ultrapassam os resultados estéticos e da saúde do corpo em si. Fazer, no mínimo, 30 minutos de exercício físico diariamente ajuda a manter a oxigenação do cérebro em dia. Além disso, favorece a produção de endorfina, substância responsável pela sensação de bem-estar, que contribui diretamente para a boa saúde mental.
  • Medite para que você melhore seu foco; Levar problemas do trabalho para casa e não conseguir relaxar é um problema muito comum. Por isso, a meditação tem sido usada frequentemente para melhorar o foco e aumentar o poder de concentração naquilo que se faz.
  • Não tenha medo de procurar ajuda se sentir necessidade
  • Durma bem e na quantidade ideal, tanto a falta quanto o excesso de sono são prejudiciais à saúde e podem ser um dos fatores causadores de problemas como estresse, ansiedade e até depressão. Por isso, tente descansar à noite, leia um livro, ouça uma música ou faça qualquer atividade de relaxamento, de modo a introduzir o sono aos poucos e, assim, criar uma rotina. Para conservar sua saúde física e mental, o ideal é dormir de 6 a 8 horas por noite.

Por hoje é isso gente e eu espero que tenham gostado, e que fique sempre a mensagem de que o MUNDO PRECISA DE AMOR e que pratiquemos mais o amor ao próximo para que vidas sejam salvas e mentes sejam curadas.

MEU AMIGO

Deus criou a amizade porque ele sabia que, quando o amor machucasse, ela seria a cura. Não são as coisas bonitas que marcam nossas vidas, mas sim as pessoas que têm o dom de jamais serem esquecidas! Bons amigos são como estrelas: nem sempre podemos ver, mas temos certeza que estão sempre lá.

Oi gente eu volteiii, fiquei uns dias sem escrever aqui porque estive pensando muito sobre o que eu poderia falar… mas como nossa vida também é cheia de idas e vindas e como todo ser humano passa por momentos complicados eu tive os meus desencontros e fiquei bem enrolada, eu já falei aqui sobre relacionamentos e sempre uso a minha vida, minhas histórias como exemplo para falar como os relacionamentos hoje são superficiais, como tem sido difícil ser correspondido, ter essa troca de amor esse sentimento recíproco e infelizmente mesmo após tudo que me aconteceu as poucas pessoas que entraram na minha vida não somaram exatamente nada, apenas deixaram as coisas mais complicadas, mas eu continuo aqui me recompondo, me reconstruindo quantas vezes forem necessárias com base nas experiências passadas, no que aprendo no dia a dia lendo e escrevendo, nos conselhos enfim.

E no domingo pela manha eu acordei com uma angústia dentro de mim, o coração dolorido, a mente vagando cheia de perguntas, confusa.. e eu me senti tão aflita que precisei sair para espairecer, como eu gosto de observar eu avistei um pequeno grupo de amigos eram adolescentes, conversavam e riam alto, um deles começou a cantar e fiquei ali sentada escondida um bom tempo observando, por um momento eu fechei os meus olhos e me concentrei apenas no som que eles faziam “o som das risadas, a alegria no tom da voz” e senti no meu coração a alegria do sentimento que traz a amizade. Em alguns momentos do dia eu preciso dessa conexão, me concentrar apenas nos sons das coisas, fechar os meus olhos como se fosse uma meditação e essa conexão me traz apenas as energias os sentimentos positivos e dessa vez ela trouxe “O SOM DA AMIZADE” a energia e alegria de uma linda amizade.

E foi nesse turbilhão de sensações e sentimentos que eu abri os meus olhos, segui meu dia mas dessa vez eu sabia o que tinha que fazer e melhor ainda com sentimento de alegria, eu fiz companhia para mim mesma e fui ao shopping tomei um café, fiz compras, ri sozinha, visitei lojas etc. Eu fui minha própria companhia e com orgulho cuidei de parte de mim, peguei o ônibus para casa e desci dois pontos antes e fiz uma surpresa fui visitar meu melhor amigo no trabalho, e a surpresa foi bem recebida Graças a Deus hahahaha’ e dessa vez eu ouvi o som do meu coração feliz por ter encontrado a resposta, que eu posso não ter tudo que desejo e não ser correspondida sempre, mas eu tenho um AMIGO eu sai procurando reciprocidade e achei na minha melhor amizade então eu tenho SORTE POR TER UM AMIGO, também achei essa mesma reciprocidade em mim porque afinal ser sua própria companhia as vezes lhe faz bem.

O AMOR está nas pequenas coisas, hoje fecho os olhos e escuto agora o som da alegria que foi ter passado um tempo com meu amigo, fico feliz por ter chego a essa resposta.. “Feliz é quem tem um amigo e o nome do meu é RODRIGO ” 🙂

“RAZÃO DE SER “

Razão de ser”- Paulo Leminski

“Escrevo. E pronto.
Escrevo porque preciso
preciso porque estou tonto.
Ninguém tem nada com isso.
Escrevo porque amanhece.
E as estrelas lá no céu
Lembram letras no papel,
Quando o poema me anoitece.
A aranha tece teias.
O peixe beija e morde o que vê.
Eu escrevo apenas.
Tem que ter por quê?”

Um poema lindo que toca a alma, e que muito me identifico, resolvi compartilhar com vocês essa Lindezaaaa ! Quem sabe alguns de vocês se identifiquem também 🙂

Mil Beijooos Meus Lindezos ! ❤

O PERDÃO (PARTE 2)

A psicologia do perdão: a chave para a saúde

O Dr. Bob Enright, da Universidade de Wisconsin, é um dos mais conhecidos especialistas no estudo da psicologia do perdão. Depois de mais de três décadas analisando casos, fazendo estudos e escrevendo livros sobre o assunto, concluiu algo que, talvez, possa chamar a nossa atenção. Nem todos conseguem, nem todos são capazes de dar o primeiro passo para oferecer o perdão. A razão disso reside na crença de que o perdão é uma forma de fraqueza.

Isto é um erro. Uma das melhores ideias que a psicologia do perdão nos dá é de que perdoar, dar o primeiro passo, além de nos permitir avançar com mais liberdade no nosso presente, nos dá a oportunidade de aprender novos valores e estratégias para enfrentar qualquer fonte de estresse e ansiedade. Perdoar e reciclar ressentimentos nos liberta; é um ato de coragem e força.

O Dr. Enright nos lembra que existem muitas razões para perdoar. A melhor delas é que vamos ganhar saúde. Existem muitos estudos que mostram a estreita relação entre o perdão e a redução da ansiedade, da depressão e de outros distúrbios que reduzem a nossa qualidade de vida.

A pessoa que permanece dia após dia presa no ciclo das recordações, nas garras do ressentimento e no ódio persistente em relação a um evento do passado ou determinada pessoa, desenvolve além da infelicidade um estresse crônico. Ninguém merece viver dessa maneira. Porque não há emoção mais tóxica do que a raiva combinada com o ódio…

Vamos portanto, colocar em prática algumas das seguintes estratégias para facilitar o caminho do perdão:

Perdoar não é esquecer, é aprender a pensar melhor e entender que não somos obrigados a facilitar uma reconciliação, mas a aceitar o que aconteceu sem nos sentirmos “fracos” por dar esse passo. Perdoar é nos libertarmos de muitas cargas que não merecemos carregar ao longo da vida.

O ódio tira a energia, o ânimo e a esperança. Devemos, portanto, aprender a perdoar para sobreviver e viver com mais dignidade.

A escrita terapêutica e a manutenção de um diário também podem nos ajudar.

Devemos entender, por sua vez, que o tempo por si só não ajuda a esquecer. Deixar passar os dias, meses e anos não nos impedirá de odiar ou lembrar o que aconteceu. Não vamos deixar para amanhã o desconforto que sentimos hoje.

Precisamos entender que o perdão é um processo. Talvez nunca possamos perdoar completamente a outra pessoa, mas podemos descarregar uma boa parte de todo ressentimento para poder “respirar” um pouco melhor…

Para concluir, o campo da psicologia do perdão é muito amplo e, por sua vez, tem uma relação muito próxima com a área da saúde e do bem-estar. É uma disciplina que nos oferece estratégias fabulosas para aplicarmos em qualquer área da nossa vida, do nosso trabalho e dos relacionamentos diários. Perdoar é, portanto, uma das melhores habilidades e virtudes que podemos desenvolver como seres humanos.

Bom é isso gente, esse é um artigo como vocês viram sobre a psicologia do perdão, eu tirei alguns trechos para vocês compreenderem um pouco através da psicologia sobre o perdão e como praticar, adquirir, entender enfim como podem ver os inúmeros benefícios que ele nos traz e principalmente o que mais buscamos desesperadamente e pedimos a preciosa “PAZ”, e o caminho para essa paz está nessa habilidade que parece difícil mas não impossível o PERDÃO, então PERDOE. 🙂 Até a próxima meus amaadooos leitores, espero que tenham gostado. Mil beijos ❤

O PERDÃO !

Hoje eu quero falar um pouquinho sobre o que eu tenho trabalhado em mim, o “perdão” para seguir em frente, para quebrar barreiras e abrir novos caminhos que é o que o perdão nos ensina, não é fácil perdoar quem um dias nos fez algo ruim, mas acredite viver ressentido é muito pior, desgasta nossa alma, fere o coração e torna as feridas mais difíceis de serem cicatrizadas. Eu já falei aqui pra vocês que sou uma pessoa apegada a Deus e foi ele quem me deu forças para buscar ajuda para essa nova fase da minha vida, e eu li muitos livros, eu conversei muito com Deus, li muito a bíblia para tentar entender e compreender o perdão, e a curiosidade só crescia… quando a gente escuta que “Jesus morreu para que nossos pecados fossem perdoados” pelo menos eu sempre pensei mas como é que alguém seria capaz de perdoar tanta maldade?, e meu primeiro exemplo de perdão veio dele e eu não falo de religião eu apenas falo aqui do meu apego por Deus e por tudo que ele ensina através das suas escritas, que é o que me fascina porque a bíblia também é um livro e uma ótima referência pra quem precisa aprender mais sobre perdão. Eu li um pequeno texto que me ajudou a entender a psicologia do perdão e eu vou colocar aqui pra vocês um trecho para que vocês compreendam um pouquinho mais sobre isso.

A psicologia do perdão também é uma forma de desapego. Ela se refere a um ato de coragem através do qual as pessoas deixam de lado o rancor que as consome para aceitar o que aconteceu e seguir em frente. É também uma reestruturação do “eu”, um caminho psicológico para reparar o sofrimento, as emoções negativas, e encontrar pouco a pouco a paz interior. Certamente todos nós temos um espinho cravado, uma conta pendente com algum fato de nosso passado que restringe a nossa felicidade atual, que diminui a nossa capacidade de construir um presente muito mais satisfatório. Todos nós, de alguma forma, guardamos a nossa pequena cota de ressentimento em relação a algo ou alguém que precisa ser curado…

Perdoar para evitar o “desgaste” pessoal

A melhor maneira de se aprofundar nessa área da psicologia é diferenciar o que é o perdão e o que não é. Perdoar, em primeiro lugar, não significa nos dizer que o que aconteceu em determinado momento foi bom se na realidade não foi. Também não significa “aceitar” ou se reconciliar com a pessoa que nos prejudicou; e muito menos nos obrigar a conviver ou sentir pena dela.

Na realidade, a psicologia do perdão nos oferece as estratégias apropriadas para que possamos dar os seguintes passos:

  • Aceite que as coisas aconteceram dessa maneira particular. Nada que aconteceu nesse momento específico do passado pode ser alterado. Portanto, devemos parar de pensar, perder energia, coragem e saúde, imaginando como as coisas poderiam ter acontecido se tivéssemos agido de outra forma.

“Perdoar é aprender a “deixar ir” para reinventar um novo “eu” que assume o passado, mas que tem forças para aproveitar o presente.

Por sua vez, a psicologia do perdão nos diz que não somos obrigados a entender ou aceitar os valores ou pensamentos da pessoa que nos prejudicou. Perdoar não é oferecer clemência ou buscar justificativas para o que sofremos. Nunca devemos perder a nossa dignidade.

  • É preciso facilitar o luto do ressentimento, “deixar ir” a raiva, a intensidade do desespero e o bloqueio que nos impede de respirar… Para isso, é necessário deixar de odiar aqueles que nos prejudicaram.